PAICV/São Vicente: “Real dimensão de infeções por Covid-19 na ilha apenas com a realização massiva de testes rápidos”

12/06/2020 00:23 - Modificado em 12/06/2020 00:23

A Comissão Política Regional do Partido Africano da Independência de Cabo Verde, PAICV, afirma que, apesar de um aparente controlo, a verdade é que não se sabe verdadeiramente a real dimensão sobre a circulação do vírus em São Vicente.

Por isso, o líder do partido em São Vicente, Alcides Graça, considera que “a situação real só será conhecida com a realização massiva de testes rápidos aleatórios em todos os bairros da ilha”.

Uma posição defendida por Graça, na sequência das visitas efetuadas pela Comissão Política Regional do PAICV ao Centro de Saúde e ao Hospital Baptista de Sousa, para se inteirar da situação pandémica em São Vicente, assim como das obras de expansão do HBS, do Centro de Diálise e do Centro de Saúde de Monte Sossego.

Conforme Alcides Graça, o delegado de Saúde, informou que a partir de segunda-feira, 15, a delegacia vai aplicar testes rápidos massivamente e de forma aleatória na ilha para detetar a presença de anticorpos e contacto com o vírus.

Não obstante este procedimento, pede mais rigor à delegacia de saúde da ilha, na exigência do cumprimento do protocolo sanitário nas deslocações entre as ilhas, designadamente a realização de testes PCR na origem e não no destino. “Aliás faz parte do protocolo sanitário a realização prévia do teste PCR às pessoas que vivem nas ilhas com casos ativos, quando pretendem viajar para uma outra ilha”, esclarece.

Portanto, defende que a ilha de São Vicente tem sido vítima do desleixo no cumprimento deste requisito. “Aliás os casos ativos em São Vicente, até este momento, são todos importados das outras ilhas com casos ativos”, aclara.

Quanto ao Centro de Saúde de Monte Sossego, segundo Graça, ficou a saber que “afinal não existe financiamento para o projeto, apesar da cedência do espaço da parte da CMSV em janeiro de 2017”.

Referindo que, o próprio Ministério da Saúde admitiu que o Centro de Saúde não é prioridade para São Vicente. “Lamentavelmente, esta obra de grande impacto para São Vicente, é mais uma promessa que vai ser gerida em função dos interesses eleitoralistas do Governo e do MPD”.

“Quanto às obras de expansão do HBS, depois de algum tempo estagnadas, foram retomadas, mas a um ritmo muito lento e sem previsão para sua conclusão.”

E que o dito e propalado Centro de Diálise de São Vicente, obra prometida para 2017, ainda está longe estar concluída. “O espaço físico, previsivelmente será entregue em julho, mas não há previsão para a instalação dos equipamentos”. Uma situação que tem causado muito sofrimento aos doentes do norte do país com insuficiência renal, que foram, por isso, obrigados a fixar residência na Praia em condições sub-humanas.

  1. Joao Dias

    Independentemente da politica, finalmente ouvi alguém esclarecido retratando o real perigo que estamos a viver em são vicente.

    Finalmente ouvi de alguém que pode ter algum peso e ajudar com esse peso, o facto de esclarecer que na verdade e logicamente básico e natural, as pessoas que estão a viajar devem fazer TESTES NA ORIGEM!! Sera assim tao dificel?!!
    Que universidades são essas que estudaram os nossos doutores?? (por acaso suas universidades nem aparecem na lista dos 500(costuma ser 100) melhores do mundo!!)
    Para ja nem e necessário estudar para chegar a conclusão de que se queremos vida mais fácil tem que fazer antes antes de viajar!!!

    A maioria esmagadora não esta a cumprir nada, excepto nos locais onde e exigido uso da mascara, mas 99% das mercearias e lojas tradicionais uma situação preocupante. Da para entender que afinal existe muita falta de educação e são vicente, não muito diferente das outras ilhas, as pessoas ainda estão muito “atrasadas” no aspecto educacional , humano. escolar. Desculpem mas e a pura verdade. A maioria da nossa população em mindelo, note-se muitas pessoas de fraco nível educacional em todos os aspectos. Excepto os mais idosos que por tradição a moda antiga ainda conservem aquele respeito por tudo e por nada. Do resto são uma cambada de gente sem educação escolar e pior ainda familiar ou social, excepto alguns poucos que tiveram alguma formação escolar.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.