Floyd: Protestos decorrem há quase 2 semanas sem sinais de abrandamento

7/06/2020 21:45 - Modificado em 7/06/2020 21:45
| Comentários fechados em Floyd: Protestos decorrem há quase 2 semanas sem sinais de abrandamento

A luta contra o racismo ganhou força após a morte de George Floyd, às mãos da polícia norte-americana. Quase duas semanas depois, os gritos de protesto continuam e reúnem cada vez mais pessoas.

© Reuters

Manifestações massivas decorrem pelas cidades dos Estados Unidos (e não só) há quase duas semanas e não mostram sinais de estarem perto de acabar. 

As marchas que decorreram este sábado, reuniram o maior número de pessoas desde que tiveram início, especialmente na capital norte-americana, reporta a CNN. 

As palavras ‘Black Lives Matter’ [Vidas Negras Importam] ganharam força e são agora entoadas em países como  Alemanha, Itália, França, Portugal e Reino Unido.

A mensagem foi capturada do espaço, depois de o ‘mayor’ de Washington, ter ordenado que fosse pintada em letras grandes e amarelas, na estrada que leva à Casa Branca. 

Os danos que resultaram dos protestos diminuíram e, por isso, foram várias as cidades que retiraram o recolher obrigatório, como foi o caso de Nova Iorque. Através do Twitter, o ‘mayor’ da cidade Bill de Blasio, disse que o recolher seria “imediatamente levantado” depois de na noite de sábado o comportamento dos cidadãos ter sido exemplar.

Apesar da luta contra o novo coronavírus ser motivo de preocupação, os protestos contam com cada vez mais pessoas, que exigem justiça pela morte de George Floyd, o fim do racismo e a violência policial. As imagens (que pode ver na galeria acima) foram retiradas um pouco por todo o mundo. 

A luta não é apenas dos Estados Unidos e foram milhares os espanhóis e italianos que se juntaram hoje aos manifestantes que, um pouco por todo o mundo, protestam contra o racismo. Também em Portugal o movimento ganhou força e cinco cidades portuguesas juntaram-se à campanha de solidariedade mundial.

Em Notícias ao Minuto

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.