Jorge Barreto: “Não se pode descartar a hipótese de o vírus ter circulado na ilha do Sal”

29/05/2020 21:17 - Modificado em 29/05/2020 21:17
| Comentários fechados em Jorge Barreto: “Não se pode descartar a hipótese de o vírus ter circulado na ilha do Sal”

Na sequência da confirmação de dois testes rápidos positivos identificados na ilha do Sal, sendo uma delas a paciente grávida transferida da ilha do Sal para São Vicente, o Diretor dos Serviços de Prevenção e Controlo de Doenças, não descarta a hipótese de que o vírus esteja a circular na ilha do Sal e ter deixado assintomáticos.

Mesmo estando neste momento a aguardar pela realização dos testes de PCR, para se saber se estão ou não infetadas com covid-19, Jorge Barreto assegurou que durante a evolução da pandemia da Covid-19 no país, os testes de PCR não identificaram nenhum caso na ilha do Sal. Mas, no entanto, alertou que poderá haver casos assintomáticos, visto que antes de o país decidir fechar as fronteiras havia turistas que circulavam, como aconteceu na Boa Vista.

“Não podemos descartar a hipótese de, eventualmente, o vírus ter circulado na ilha do Sal e ter deixado casos assintomáticos. Ainda não temos estas informações concretas para poder tirar uma conclusão com mais detalhes. Mas não podemos descartar esta hipótese, pese embora seja um bocado atípico não ter havido casos suspeitos confirmados de covid-19 no Sal. Poderá haver casos assintomáticos, que não apresentam sintomas, por isso a pessoa não tem nenhum motivo para procurar o serviço de saúde e nem para fazer o teste” explicou Jorge Barreto.

Conforme a mesma fonte, para além do caso da paciente grávida de 34 anos que está internada no Hospital Baptista de Sousa em São Vicente, foram aplicados 21 testes rápidos na ilha do Sal sendo que um acusou positivo.

Neste momento estão 4 pessoas em quarentena no Sal, como adiantou o Diretor dos Serviços de Prevenção e Controlo de Doenças do Ministério da Saúde.

Cabo Verde regista um acumulativo de 406 casos de Covid-19, desde 19 de março, distribuídos pelas ilhas de Santiago (347), Boa Vista (56) e São Vicente (03).

Do total, registaram-se quatro óbitos, dois doentes transferidos para os seus países de origem e 155 doentes recuperados, fazendo com que o país tenha neste momento 245 casos ativos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.