Transbordo internacional de pescado no Porto Grande do Mindelo gerou mais de 4 mil postos de trabalho durante o estado de emergência

26/05/2020 23:13 - Modificado em 26/05/2020 23:13

A Empresa Nacional de Administração dos Portos (ENAPOR), refere que durante o período em que vigorou o estado de emergência em São Vicente (29 de março a 2 de maio), no âmbito do transbordo internacional de pescado o Porto do Mindelo recebeu 25 navios de pesca, fazendo com que fossem recrutados mais de 4 mil trabalhadores portuários e ocasionais.

A ENAPOR assegura que houve um crescimento de 14% de todo o movimento registado no ano 2019, perspetivando um desempenho excecional deste segmento de negócio no ano em curso, face ao período homólogo.

Em relação à quantidade global de pescado em salmoura movimentada, a mesma avança que foram descarregadas 3.965 toneladas, ao passo que 1.528 toneladas são referentes ao tráfego de transbordo.

A empresa aponta que foram recrutados 4.184 trabalhadores portuários e pagas remunerações brutas no valor total de 12.297 contos, das quais 5.014 contos a trabalhadores ocasionais.

“O transbordo de pescado no Porto Grande do Mindelo é um dos segmentos do mercado portuário que tem vindo a registar um continuo crescimento e tem sido uma importante fonte de rendimento para os trabalhadores portuários, igualmente para a comunidade portuária, com impacto significativo na economia da ilha e do país” descreve a ENAPOR.

  1. Julio Goto

    … a INTERBASE queimou,na altura tinha-mos um PM sem visao , passou 15 anos para a Restauracao ou seja reconstrucao de uma nova Unidade Frigorifica.
    Da mesma forma aconteceu e vem acontecendo com o Aeroporto Cesaria Evora ,um investimento simbolico elevaria essa area a outro Patamar. Epedemia falta de Visao dos Politicos da Univercidade Copy and Paste.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.