Morreu Stanley Ho, o ‘rei’ do jogo de Macau

26/05/2020 14:47 - Modificado em 26/05/2020 14:47

Nasceu rico em Hong Kong, chegou pobre a Macau e ali fez fortuna: primeiro no contrabando, depois nos casinos. Converteu a ex-colónia em capital mundial do jogo — vício que ele mesmo não partilhava.

Stanley Ho | Foto: Getty Images

O ‘rei’ do jogo de Macau, Stanley Ho, que construiu um império de negócios do zero na ex-colónia portuguesa, tornando-se assim um dos homens mais ricos da Ásia, morreu esta terça-feira, em Hong Kong, aos 98 anos, depois de ter estado vários dias em estado crítico, informa a agência Reuters, citando a televisão estatal chinesa CCTV.

O magnata, que gostava de dançar, encabeçava uma das empresas de jogos mais lucrativas do mundo através da sua empresa SJM Holdings Ltd e era considerado um dos homens mais ricos da Ásia há décadas. A fortuna do multimilionário foi estimada em 6,4 mil milhões de dólares (5,9 mil milhões de euros), quando se reformou, em 2018, apenas alguns meses antes do 97.º aniversário.

Além de ser o ‘rei’ dos casinos de Macau, Stanley Ho construiu um império que inclui também os casinos de Lisboa, Estoril e Póvoa de Varzim.

Nascido em Hong Kong, a 25 de novembro de 1921, o multimilionário tinha quatro mulheres e 17 filhos conhecidos, tendo sido forçado a reestruturar os negócios depois de uma batalha legal que eclodiu dentro da família, em 2012, por causa da sua fortuna.

Já a sua empresa pessoal, a Sociedade de Turismo e Diversões de Macau (STDM) tem participações em tudo, desde hotéis de luxo a helicópteros e até corridas de cavalos.

Em Notícias ao Minuto

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.