FNEDU pede redução de 50% das propinas dos universitários.

25/05/2020 23:36 - Modificado em 25/05/2020 23:36
Foto: Inforpress

A  Federação Nacional dos Estudantes e do Desporto Universitário, FNEDU, propõe ao governo, como forma de mitigar os efeitos da Covid-19, em concertação com as universidades, se subsidiem 50% das propinas dos estudantes universitários não bolseiros, nos meses em que não tiveram aulas.

Conforme a Federação, essa redução irá abranger todas as universidades, tanto públicas como privadas.

Em resposta, o secretário de Estado para a Educação, Amadeu Cruz, diz que é um processo que requer a contextualização, sendo que cerca de 35% dos estudantes bolseiros estão com propinas regularizadas e que cerca de 65% possam ter necessidade de apoio no pagamento de propinas, sendo certo que boa parte são filhos de funcionários públicos e de pessoas que não perderam os seus rendimentos.

Explicou que neste momento o Estado tem tido gastos extraordinários a nível da segurança social, saúde e protecção civil, e, por outro lado, perdeu receitas fiscais de mais de 18 milhões de contos, conforme a Inforpress.

Segundo avançou o governante, citado pela mesma fonte, é neste contexto de aprofundamento do défice orçamental que o Governo esta a gerir o país e está disponível para avaliar esta possibilidade, sendo certo que não será um programa abrangente e o número de beneficiário será muito baixo.

Amadeu Cruz, adiantou que brevemente vão se reunir com as universidades para analisar essa e outras questões e estabelecer as linhas de atuação, onde cada um vai ter de assumir a sua responsabilidade e quota parte, para ajudar os estudantes que eventualmente estão com dificuldades em pagar as propinas, em virtude de perda de rendimento por parte dos pais devido a pandemia da Covid-19.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.