Projeto “Horta Nha Kaza adaptado à Covid-19” para ajudar as mulheres a garantir a sua segurança alimentar

24/05/2020 22:52 - Modificado em 24/05/2020 23:09
| Comentários fechados em Projeto “Horta Nha Kaza adaptado à Covid-19” para ajudar as mulheres a garantir a sua segurança alimentar

O Movimento Eco-Feminismo-Cabo Verde promove o projeto “Horta Nha Kaza adaptado à COVID-19” que visa capacitar os jovens líderes comunitários, jovens voluntários engajados neste projeto de forma a intervir junto às famílias mais afetadas pelas medidas de isolamento social, dando-lhes ferramentas e métodos que elas podem eventualmente usar para se auto-sustentarem e garantir a sua segurança alimentar.

O projeto “Horta Nha Kaza” visa reforçar a resiliência climática no sistema alimentar e nutricional das mulheres e suas famílias e promover o modelo da economia circular com a prática do método de agricultura urbana em que consiste na utilização de pouca água, materiais reutilizáveis, combate ao uso de pesticidas, e na promoção de uma economia colaborativa com a troca de bens, habilidades e conhecimentos.

Segundo o movimento, o projecto vai ser realizado em parceria com os líderes comunitários e novos membros voluntários das ilhas de Santiago, S. Vicente, Sal, Boavista, Fogo, S. Antão, Brava, Maio e S. Nicolau, de forma a dar melhor resposta de adaptação ao contexto atual de pandemia e distanciamento social e, finalmente assegurar a autonomia alimentar das famílias.

“O projeto inclui uma série de workshops e formações de capacitação, tais como: comunicação e advocacia, comunicação e liderança comunitária em tempos de crise, agroecologia, segurança alimentar e técnicas de canteiros sub-irrigados”, com assistência através de uma nova página de Facebook que vai ser criada em breve e incluirá um Chatbot- uma ferramenta tecnológica que auxiliará os e as representantes de cada bairro e ilha no cuidado dos canteiros e produtos agrícolas.

E conta também com o serviço de assistência psicológica aos e às líderes comunitárias, com sessões de conversas reflexivas e atendimento personalizado.

A implementação deste projeto é feito por etapas e compreende a sensibilização e mobilização dos jovens de zonas urbanas sobre as técnicas da gestão comunitária, ambiental e da sustentabilidade, formação e capacitação técnica com as seguintes atividades práticas de cunho educativo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.