Profissionais de saúde com seguro de vida de 3 milhões de escudos no âmbito da Covid-19

22/05/2020 16:34 - Modificado em 22/05/2020 16:34

Na sequência da pandemia da covid-19, o Conselho de Ministros, aprovou esta semana uma resolução de estabelece uma compensação extraordinária, em forma de seguro de vida, aos trabalhadores do Serviço Nacional de Saúde, no montante de 3 milhões de escudos para cada profissional.

A informação foi avançada pelo ministro da presidência do Conselho de Ministros, Fernando Elísio Freire, em conferência de imprensa na cidade da Praia, esclarecendo que este montante engloba todos os profissionais de saúde que estão na linha da frente no combate à pandemia da Covid-19 no nosso país.

“Até ao momento, se há uma grande luta no país para ganharmos a guerra contra o vírus, temos que dar muito desse crédito aos profissionais de saúde porque estão na linha da frente a trabalhar arduamente” esclareceu Fernando Elísio Freire, porta-voz do Conselho de Ministros.

“Este é um acto e gesto de reconhecimento e de proteção, durante essa situação de pandemia da covid-19” referiu Fernando Elísio Freire, que salientou que era necessário a criação desse seguro de vida, apontando a eventualidade de alguns dos profissionais de saúde virem a perder a vida no combate à Covid-19.

Com este passo do Governo, o ministro diz acreditar que trata-se de uma medida “extremamente importante” e que vai permitir o “aumento da capacidade de intervenção” dos profissionais de saúde bem como, reforçar a proteção destes profissionais que segundo o mesmo merecem o reconhecimento de sociedade cabo-verdiana pelo “extraordinário trabalho”, assim como os profissionais de outras aéreas que tem estado na linha de frente do combate ao novo coronavírus.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.