Estudantes universitários deslocados recebem subsídio de 5 mil escudos

20/05/2020 14:00 - Modificado em 20/05/2020 17:24

Os estudantes universitários que se encontram a estudar longe da sua ilha de residência vão receberam um subsídio de cinco mil escudos (5.000$00), conforme a Fundação Cabo-verdiana de Acção Social e Escolar, FICASE, para ajudar a “ultrapassar este momento difícil”.

Em articulação com as universidades do país e as câmaras municipais, a fundação dá conta que identificou, em todos os municípios do país, 300 universitários que estão em Santiago e São Vicente, onde frequentam cursos superiores e, destes 300, após (re)confirmação junto dos próprios alunos, verificou-se que 125 realmente precisam de ajuda, estando, a enfrentar algumas dificuldades.

Neste sentido, o Ministério da Educação autorizou a FICASE a transferir diretamente para a conta bancária dos beneficiários, 5.000$00 (cinco mil escudos) de subsídio, para lhes ajudar a ultrapassar este momento difícil.

Até ao momento 26 estudantes já receberam o subsídio de 5 mil escudos, um investimento de 130.000$00 (cento e trinta mil escudos).

A FICASE assegura que durante esta semana vai continuar a atribuir este subsídio aos alunos identificados, num montante total de 625.000$00 (seiscentos e vinte cinco mil escudos).

Esta “é mais uma medida de proteção social do Governo de Cabo Verde, implementada pela FICASE, em decorrência do encerramento das fronteiras e decretação de Estado de Emergência no país, para se conter a propagação do novo coronavírus”.

Com isso, muitos estudantes ficaram retidos nas ilhas de Santiago e São Vicente, onde frequentam cursos superiores.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.