Hospital Baptista de Sousa retoma algumas atividades suspensas de forma faseada

14/05/2020 23:12 - Modificado em 14/05/2020 23:12

O Hospital Baptista de Sousa vai retomar, de forma faseada, algumas das suas atividades suspensas desde o decreto do estado de emergência, de 29 de março a 02 de maio.

Conforme a direção da instituição hospitalar, após a fase de emergência, imposta pela pandemia do Covid-19, o Hospital Batista de Sousa retoma, de forma faseada, as marcações das consultas de especialidade, exames complementares de diagnóstico e tratamentos, com novas orientações.

Assegura ainda que as marcações com datas a partir de 23 de março de 2020 serão reagendadas e os utentes receberão uma chamada telefónica com nova data e horário, referindo, no entanto, que estes não devem deslocar-se à central de consultas sem essa nova marcação para evitar a aglomeração de pessoas.

Ainda no leque de restrições, o HBS informa que a cobrança será feita no próprio dia da realização das consultas e dos exames complementares e que todas as novas marcações devem chegar à central de consultas por meio eletrónico.

Por haver limitação de reagentes de laboratório, devido ás limitações impostas pela pandemia, transporte e dificuldade nas compras internacionais, alerta também na impossibilidade satisfazer todos os pedidos. “O hospital só poderá realizar exames vindos do hospital e da Delegacia de saúde, situação que ficará dependente da situação internacional”.

Em relação às consultas subsequentes, estas serão marcadas pelos próprios clínicos, bem como os pedidos de exames gerados dessas consultas e estão pendentes ainda as de oftalmologia, e as endoscopias digestivas, também até novas orientações.

Entre outras restrições, apontam ainda para as atividades cirúrgicas que “estão fortemente condicionadas pelas restrições atuais”. “Existe ainda uma indefinição em relação à garantia de anestésicos tanto para as cirurgias como para outros procedimentos médicos. Só poderemos agendar cirurgias seletivas quando houver essa garantia, sob pena de não se conseguir realizar procedimentos urgentes/emergentes”.

Segundo a direção do hospital, foram feitas adaptações para a abordagem dos suspeitos de Covid-19 numa enfermaria à parte, e garantir um local de internamento dos doentes confirmados, tendo neste momento menos camas de internamento para as especialidades cirúrgicas.

Portanto, com essas limitações, o HBS só pode priorizar as cirurgias urgentes e com urgências relativas.

Nos serviços de internamento as visitas continuam limitadas a uma pessoa por dia, identificada e durante 30 minutos.

Nos partos, o/a acompanhante será submetido ao inquérito epidemiológico para classificação de risco e sendo de baixo risco poderá acompanhar o parto, cumprindo as medidas de higiene adequadas, as instruções dos profissionais de saúde e o uso de máscara social.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.