Líderes da 1ª e 2ª Divisão em São Vicente “pedem” entrega do título regional

14/05/2020 19:18 - Modificado em 14/05/2020 19:18
| Comentários fechados em Líderes da 1ª e 2ª Divisão em São Vicente “pedem” entrega do título regional

Com o cancelamento das competições oficiais por parte do Governo, a Académica do Mindelo e o Grémio Desportivo Amarante, líderes da 1ª e 2ª Divisão respetivamente, quando faltavam apenas duas jornadas para o final das provas, defendem a entrega dos títulos desta época desportiva 2019/20.

Em São Vicente as provas tiveram a sua suspensão a 19 de março, sendo que no principal campeonato, a duas jornadas do fim, a Académica lidera com 23 pontos, seguida do Batuque 22 e Mindelense 20. Mais abaixo surgem o Derby 16, Castilho 15, Salamansa 13, Farense 13 e Falcões do Norte 6, este último já despromovido.

É neste sentido que o dirigente da Micá, Paulo Mota, defende que os jogos poderiam ser disputados à porta fechada, propondo um final de semana e uma quarta-feira, para que o campeonato fosse concluído. “Poderíamos talvez aceitar a não realização do nacional, agora o regional foi mesmo precipitado o seu cancelamento” avança.

No entanto, diz que o clube está a aguardar pelas decisões e o “quase silêncio” da Associação Regional de Futebol, pelo facto de o clube ter informações que a ARFSV já teve um contacto com a FCF, por isso assegura que já deveria ter-se reunido com os associados que são os decisores por maioria.

“Esperamos que ainda esta semana sejam tomadas as decisões perante o quadro criado com base nos ‘critérios de mérito desportivo recomendados pela FIFA’ e que desejamos que sejam os mesmos critérios que a FCF irá recomendar às Associações Regionais, tendo como referência a classificação que se verificava à data da suspensão do referido campeonato, a 19 de Março” garante Paulo Mota.

Já o campeonato da segunda divisão também caminhava para o seu término e tinha como líder o Amarante, a duas jornadas do fim, com 15 pontos, perseguida pelo Ribeira Bote 14, Calhau 12, Corinthians 11, São Pedro 8 e Ponta d´Pom 5.

O presidente do clube, Nuno Leite, também compreende que fossem adotadas as medidas preventivas, o campeonato poderia ser concluído no intervalo de uma semana. Mas explica que não dominando todas as variáveis que foram tidas em conta, sabendo que outros eventos e com calendarização mais adiantada foram canceladas na mesma altura e tendo presente que a “causa era e é nobre”, pois acima de tudo entende que está a salvaguarda da saúde pública, concorda com o cancelamento das provas.

Porém, o presidente dos amarantinos defende que o título da Segundona deve ser atribuída ao clube e consequente a subida de divisão para a época 2020/21, pelo facto de serem os líderes da prova. “Declarar a descida da equipa que está no último lugar (Falcões do Norte), falando do campeonato da segunda divisão que é a prova que interessa ao Amarante diretamente” vaticina.

O NN continuará a trazer as opiniões de dirigentes desportivos sobre o cancelamento das provas desportivas, que tem motivado muitas reações a nível nacional.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.