Associações regionais de futebol deverão decidir futuro das suas competições

13/05/2020 22:44 - Modificado em 13/05/2020 22:44

O final de época anunciado pelo Ministério do Desporto na semana passada, apanhou desprevenido a todos, isto numa altura em que alguns campeonatos regionais já tinham os seus campeões e outros a caminharem a passos largos para o seu término. No entanto, as Associações Regionais de Futebol é que terão de decidir o futuro das suas competições conforme fonte da FCF.

Como tem sido visto um pouco por todo o mundo, a pandemia da covid-19 obrigou à paragem dos campeonatos de futebol e por não conseguirem o seu reatamento, devido aos muitos casos da doença e de mortes, houve federações que decidiram entregar o título ao líder até a altura da suspensão e em outras ao cancelamento das provas.

Ora, em Cabo Verde a situação não é de todo diferente, o que levou o Governo a suspender todas as competições desportivas no país. A nível futebolístico alguns dirigentes já vieram a público manifestar que a decisão do Ministério do Desporto em cancelar a época desportiva 2019/20 foi precipitada, numa altura que a maioria das ilhas estão fora do estado de emergência.

Em busca da verdade desportiva, o NN conversou com uma fonte da Federação Cabo-verdiana de Futebol, que garantiu que estão a aguardar que o Governo publique a portaria/decreto sobre a matéria para que a entidade se possa pronunciar. No entanto, revelou que o Regulamento Geral diz que quem tem competência de gerir as competições regionais são as respetivas Associações Regionais.

Mas garante que seja qual for a decisão tomada pelas associações regionais, vai haver contestação, seguindo a lógica do que tem acontecido em países como a França, onde o título foi entregue ao PSG e motivou a ida aos tribunais por parte de algumas equipas da Ligue 1.

Jogar à porta fechada as jornadas que faltam nos campeonatos, por exemplo nas ilhas que estão fora do estado de emergência e sem casos de Covid-19, como São Vicente, Santo Antão, São Nicolau, Maio, Fogo, Brava e Sal é uma opção, que segundo a nossa fonte seria a decisão mais acertada, pois faltam em algumas duas jornadas e outras apenas uma jornada como é o caso do Campeonato Regional de Santo Antão Sul.

“Apenas em Santiago que existe um caso diferente pelo constante aumento de casos positivos. E ali… faltando 4 jogos para a Académica fazer 1 ponto… seria mais fácil decretar o término do campeonato e declarar a Académica campeã” esclareceu a fonte que, no entanto, voltou a salientar que compete as associações regionais esta decisão como de resto está plasmado nos regulamentos.

De realçar que Santo Antão Norte (Santo Crucifixo) e Boa Vista (Sporting) são as duas únicas regiões desportivas do país que já tinham encontrado os seus campeões regionais, antes da suspensão das provas regionais a 19 de março.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.