Quarentena de casal da Costa Rica é passada em casa com os 31 filhos

5/05/2020 21:22 - Modificado em 5/05/2020 21:23

A quarentena pode ser um período difícil para as famílias. Mas para este casal da Costa Rica, que vive com os 31 filhos, é amor.

© Reuters

O confinamento a que o novo coronavírus obriga é um desafio para muitas famílias que foram, nos últimos tempos, forçadas a passar semanas sob o mesmo teto. No entanto, poucas são as famílias que passam a quarentena com os… 31 filhos, como é o caso de Melba Jimenez e Victor Guzman.  

O casal da Costa Rica está há seis semanas em quarentena com os 31 filhos adotivos. “É uma questão de vida ou morte. Temos que tomar conta de nós”, começou por dizer Jimenez, em declarações à Reuters.

A adoção não é algo novo para o casal, que é responsável pela educação de mais de 150 crianças, das quais foram tomando conta ao longo das últimas quatro décadas.

A iniciativa surgiu depois de os médicos salvarem um dos seus seis filhos biológicos de um tumor cerebral. 

Jimenez, de 68 anos, e Guzman, de 74, vivem da reforma, e os vizinhos admiram a dedicação do casal em criar estas crianças. Espaço na casa não falta, uma vez que a família recebeu, de forma anónima, uma espaçosa casa em San José.

Durante a quarentena, o desafio é manter os mais novos ocupados. “É uma linda experiência. É bom e difícil”, admitiu Jimenez. 

“Não podemos dizer que é tudo fácil. Temos de procurar coisas interessantes para eles fazerem, mudar a rotina, para que eles não fiquem stressados”, acrescentou.

As tarefas são distribuídas e os mais velhos estão encarregues de ir ao supermercado. Para Maritza Martinez, uma das filhas do casal, esta é uma oportunidade para “aproveitar a família”.

Até ao momento, a Costa Rica reportou seis mortos e 742 casos de infeção do novo coronavírus.

Em Notícias ao Minuto

  1. vilani Sanches

    Uma história de amor … contado no real. Deus abençoe este casal grandemente.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.