Número de mortes em Nova Iorque atinge quase 24 mil pessoas

2/05/2020 20:30 - Modificado em 2/05/2020 20:30

O número diário de mortes pela covid-19, no estado de Nova Iorque, voltou hoje a subir, em relação aos valores da véspera, anunciou o governador Andrew Cuomo, para aquele que é o epicentro da pandemia nos Estados Unidos.

© Reuters

Nova Iorque, 02 mai 2020 (Lusa)- O número diário de mortes pela covid-19, no estado de Nova Iorque, voltou hoje a subir, em relação aos valores da véspera, anunciou o governador Andrew Cuomo, para aquele que é o epicentro da pandemia nos Estados Unidos.

Cuomo informou terem acontecido hoje 299 mortes, mais 10 do que na sexta-feira, evolução que classificou de “má notícia”, ainda que o registo continue muito longe das quase 800 vítimas diárias verificadas na segunda semana de abril.

No total, desde o início da pandemia, morreram no estado de Nova Iorque quase 24 mil pessoas, numa contabilidade que incluiu as vítimas prováveis do novo coronavírus que a cidade de Nova Iorque incluiu na contagem.

Relativamente às últimas mortes, 276 ocorreram nos hospitais e 23 em lares, sendo que a maioria foi na zona da “Big Apple”.

Entretanto, o número de novos internados – um dos indicadores que mais interessa às autoridades – continua a descer e baixou até os 831 na última verificação, depois de durante a semana o registo oscilar entre os 900 e mil novos hospitalizados.

Cuomo afirmou que está a ser solicitado aos hospitais mais informação sobre os novos doentes para tentar determinar o foco da infeção no meio das fortes medidas de confinamento em vigor.

Na sua conferência de imprensa diária, o governador disponibilizou novos dados sobre os testes de imunidade que estão a ser feitos no estado para, em jeito de pesquisa, ter uma ideia de quantas pessoas foram contaminadas pela covid-19.

Com mais de 15 mil testes efetuados, 12,3% das pessoas acusaram positivo, uma percentagem ligeiramente inferior aos 14,9% registados no início da semana, quando estavam feitos 7.500 testes.

Na cidade de Nova Iorque, a percentagem de pessoas recuperadas eleva-se a 19,9%, ainda que também menor que os 24,7% registados anteriormente.

Dentro da “Big Apple”, o Bronx apresenta uma taxa especialmente alta, com 27,6% de positivos, enquanto no resto do distrito o registo é sempre inferior a 20%.

Cuomo anunciou ainda que o estado distribuirá de forma gratuita sete milhões de máscaras, centrando-se em locais vulneráveis como lares e nas comunidades mais pobres, atingidas de forma desproporcional pela doença.

As autoridades nova-iorquinas expressaram nos últimos dias a sua preocupação pela possibilidade de com a chegada do bom tempo passar a haver muita gente nas ruas, fazendo disparar os casos se as precauções não forem respeitadas.

Para dar mais espaço aos cidadãos, a cidade de Nova Iorque decidiu fechar hoje ao trânsito várias ruas junto aos parques, antecipando uma medida prevista para ser aplicada na segunda-feira dado o clima agradável previsto para o fim de semana.

Cuomo, em vez de dar a habitual conferência de imprensa em Albany, a capital estatal, compareceu junto dos jornalistas numa central de transportes que visitou para assistir aos trabalhos na primeira pessoa.

Por Lusa

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.