Sindicato Democrático dos Professores sugere passagem automática aos alunos do 1º ao 11ª ano de escolaridade

13/04/2020 17:45 - Modificado em 13/04/2020 17:45

O Sindicato Democrático dos Professores (SINDPROF), devido a pandemia da covid-19, sugeriu hoje ao Governo a passagem automática dos alunos do 1ª ao 11º ano de escolaridade. Para aos alunos do 12ª ano pede a criação de condições para que possam apresentar os seus trabalhos e candidatarem-se às bolsas e vagas de estudos.

A posição do SINDPROF é veiculada através de um comunicado, onde o referido sindicato refere que a pouca chance de manobra por parte do Governo em desembolsar verbas para um ensino a distância, isto numa altura em que o executivo ainda procura soluções para este ano lectivo.

Em relação aos alunos do 9º ao 11º ano, a SINDPROF sugere a revisão das médias e que seja equacionada a sua avaliação para que os do quadro de honra não fiquem prejudicados.

Já no que toca ao ano lectivo 2020/21 o referido sindicato propõe o início mais cedo das aulas, mas por outro lado pede a diminuição das férias para ajudar na ministração das matérias que ficaram por lecionar.

Por fim, a SINDPROF diz acreditar que estas preocupações vão ser acatadas pelo Ministério da Educação, procurando com isso o melhor caminho para se debelar a pandemia da covid-19.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.