DNS afirma que técnico de manutenção infetado por Covid-19 esteve em São Vicente

7/04/2020 19:02 - Modificado em 7/04/2020 19:02

Artur Correia assegurou, na conferência de imprensa, que o técnico de manutenção infetado com covid-19 e que estava em quarentena no hotel Rio Karamboa, na ilha da Boa Vista, caso detetado no passado dia 28 de março, esteve em São Vicente um dia antes de ser decretado a quarentena na ilha, no dia 20 de Março.

Correia garantiu que a Direção Nacional de Saúde tem o histórico de viagens do técnico de manutenção onde consta as férias que teve em São Vicente, antes de ter rumado no dia 19 de Março para a ilha da Boa Vista.

Questionado se este poderá ter sido o caso zero em São Vicente, Artur Correia vincou que neste momento todos os cenários são possíveis, na tentativa de tentar compreender como ele teria sido infectado. “De todos os casos positivos temos um historial que nos dá uma ideia de todo o percurso feito, o que nos ajuda a tomar medidas imediatas. Teoricamente, ele poderá ter sido o paciente zero de São Vicente. Tudo é possível, mas, portanto, ainda estamos a analisar todos os dados, dos casos positivos. Após tudo isso conjugado teremos uma ideia mais clara” esclareceu.

Porém, Artur Correia, salientou que neste momento estão determinados em detetar precocemente os eventuais casos suspeitos, isolá-los e identificar os contactos rapidamente para evitar mais contágios. “Neste momento esse é o nosso foco principal. Fazer a vigilância de todos os casos que estão em quarentena e também detetar precocemente eventuais casos suspeitos. Quer sejam as pessoas em quarentena ou na comunidade onde residem” concluiu.

Por fim, assegurou que o técnico de manutenção “está bem” e que brevemente terá alta. De realçar que quando foi diagnosticado com covid-19, no passado dia 28 de Março, companheiros do mesmo que estavam também em quarentena no Hotel Rio Karamboa, mostraram-se incrédulos com a infeção, pelo facto de o técnico trabalhar numa área muito afastada de onde circulavam os hóspedes.

  1. Afinal, tenho de admitir que muita gente ca no Mindelo tinham razão, por apontarem o dedo as pessoas que deviam ter a responsabilidades de defender um bem de nós todos, “A SAUDE PUBLICA”, do arranque ATRASADO, na tomada de medidas consideradas radicais, para blindar as Ilhas. Por MILAGRE, as coisas não estão mais pretas do que já estão. Em Fevereiro a luz vermelha já começava a acender e é bom reconhecer que apesar de algum desfasamento temporal, as nossas autoridades definiram e têm feito bom trabalho.

  2. Caboverdiano

    Porque nao fizerem a quarentena no hotel por precaução logo quando o ingles primeiro caso positivo de coronavirus no pais , quando ja fazia jaa alguns dias para nao dizer semana com sintomas claras do virus ??
    Espera propagarem o virus e contagiar outras ilhas mesmo sabendo do perigo para depois tomar as devidas precauções
    Haja paciência!!
    O povo que paga
    Deus nos proteja proteja cabo verde e mundo

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.