Ministério da Saúde anuncia mais seis novos casos suspeitos de Covid-19

19/03/2020 13:08 - Modificado em 19/03/2020 13:08
| Comentários fechados em Ministério da Saúde anuncia mais seis novos casos suspeitos de Covid-19

O Director Nacional de Saúde comunicou hoje, no Mindelo, a existência de mais seis novos casos suspeitos do novo coronavírus no país, sendo três cabo-verdianos e três estrangeiros.

Artur Correia, em conferência de imprensa, vincou que os seis casos suspeitos foram detectados a três cidadãos cabo-verdianos, dois dos quais de 19 e 37 anos, em Assomada (Santiago) e um em São Vicente, de 32 anos, todos regressados de Portugal.

Os restantes três casos suspeitos são cidadãos estrangeiros, sendo um casal dinamarquês de 52 e 49 anos na ilha do Sal e um inglês, de 62 anos, na Boa Vista, sendo este o caso “mais crítico”, mas que é ainda um caso suspeito.

Conforme a mesma fonte, deverão ser conhecidos ainda hoje os resultados dos testes em relação ao caso do Porto Novo, anterior a esses seis registados na quarta-feira, e de São Vicente, enquanto sobre os casos suspeitos da Boa Vista e do Sal as amostras seguiram hoje para a cidade da Praia.

O DNS explica que “se está numa situação crítica e os próximos 15 dias vão ser cruciais para a prevenção e controlo da Covid-19 em Cabo Verde e para o reforço da vigilância a nível comunitário, dos hotéis, pois só o sector da Saúde não conseguirá fazer isso”, salintou a mesma fonte.

Nisto, assegurou que, os próximos 15 dias serão críticos porque é o período de incubação da doença, ou seja, se nos próximos 15 dias não houver nenhum suspeito com sintomas quer dizer que o vírus não entrou em Cabo Verde, pois a fronteira aérea está encerrada e vai-se reforçar e fazer cumprir as medidas do Governo em relação aos cruzeiros, iates e todas as embarcações que acostam no País e nos pontos de entrada nos aeroportos internacionais.

Artur Correia confirmou ainda que “não há nenhum caso suspeito em São Nicolau”, e que o que houve foi alguém que veio de Itália e que se encontra em quarenta “como todas as pessoas que vêm de zonas activas”. “Está bem e a ser seguido como todos os outros a nível domiciliar e não é um caso suspeito”, reforçou.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.