“Deixo o Comando da 1ª RM com sentimento de missão cumprida”

17/01/2013 00:05 - Modificado em 17/01/2013 00:05
| Comentários fechados em “Deixo o Comando da 1ª RM com sentimento de missão cumprida”

Nos próximos anos, o comandante da 1ª RM, tenente-coronel Anildo Morais vai comandar a Guarda Costeira e na hora do adeus garante que deixa o comando com sentimento de ter cumprido a missão que lhe foi confiada pelas Forças Armadas Cabo-Verdianas. Anildo Morais enalteceu o trabalho dos militares e funcionários civis pelo seu contributo na preservação dos objectivos que preconizam as FA.

 

Por despacho do Ministério da Defesa, o tenente-coronel Anildo Morais que desempenha a função de comandante da 1ª Região Militar em São Vicente, será o novo chefe da Guarda Costeira. Desta forma, Anildo Morais cessa as funções que desempenhou durante quatro anos para direccionar os preceitos preconizados pela estrutura naval das Forças Armadas de Cabo Verde.

A missão do tenente-coronel Anildo Morais no Comando da 1ª Região Militar é reconhecida pela instituição castrense pela sua participação activa na organização institucional e num serviço de concertação com as forças militares e os cidadãos que compõem essa estrutura militar.

Nesta terça-feira, na sequência das comemorações do 46º aniversário das Forças Armadas de Cabo Verde, o comandante da 1ª RM participou no seu último acto da instituição militar na chefia do Comando da 1ª Região Militar. O tenente-coronel Anildo Morais aproveitou do programa de actividades para se despedir das forças militares e entregou louvores aos militares e funcionários civis que se destacaram ao serviço do comando.

Questionado sobre a avaliação da sua comissão de serviço, Anildo Morais afirmou que “foram quatro anos de muito trabalho e dedicação em prol do comando. Foi um trabalho baseado na organização, gerido num bom ambiente e compromisso com as tarefas que cabia a cada efectivo. Os militares trabalharam com motivação, pelo que me sinto de certa forma realizado, porque dei tudo o que era necessário para cumprir essa missão”.

O comandante cessante assegura que os recursos humanos da instituição militar que dirigiu têm materializado os princípios que norteiam as Forças Armadas de Cabo Verde. O entrevistado diz que os reflexos estão no engajamento dos militares para se enquadrarem na sociedade e que a cada dia os cidadãos reconhecem a utilidade e a finalidade das FA.

Para o novo cargo de comandante da Guarda Costeira, Anildo Morais afirma que vai desempenhar o serviço com humildade e sentido de responsabilidade para que possa atingir os objectivos traçados para essa estrutura das FACV.

Em jeito de passagem de testemunho ao major Amílcar Pires, o tenente-coronel Anildo Morais assegura que “desejo sucesso, porque quero o melhor para este comando, isto é, que a instituição continue a progredir e a aumentar os seus níveis de co-eficiência, organização e operacionalidade para que aumentem ainda mais os parâmetros deste comando”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.