Da mulher-ninja aos novos moldes de actuação para combater a criminalidade

16/01/2013 01:18 - Modificado em 16/01/2013 01:18

Os leitores do Noticiasdonorte escolheram o trabalho realizado pela Brigada Anti-Crime, BAC, como o evento mais importante em São Vicente em 2012 com os votos de 53% dos 954 votantes. E o relatório de actividades dessa unidade policial atesta essa escolha e com base nos preceitos da sua criação e no âmbito do plano de acção, a BAC realizou patrulhas nas zonas indicadas como pontos negros da criminalidade, deteve vários indivíduos e apreendeu objectos provenientes de actos ilícitos.

 

Em 2012, o Comando da Brigada Anti-Crime na ilha de São Vicente, apresentou algumas inovações. Passou a operar com uma mulher-ninja para revistar as mulheres e para combater a pequena criminalidade desenvolveu um plano de acção e para executar o trabalho na perfeição, o comando da BAC teve que alterar os moldes de actuação, isto é, a unidade passou a operar de dia e de noite para garantir a segurança dos cidadãos.

Segundo o que apurámos, o plano está a surtir efeitos, pelo que vários indivíduos já foram detidos e apresentados a tribunal para a aplicação de medidas cautelares e diversos objectos provenientes de práticas ilícitas foram recuperados. E a BAC conseguiu afastar das portas das escolas, indivíduos, cuja intenção era a de perturbar o funcionamento dessas instituições.

Nesse sentido, a Brigada Anti-Crime abordou e revistou 10.539 indivíduos, dos quais 1437 foram conduzidos para identificação no Comando da PN. Devido às suspeitas de estarem ligadas a práticas ilícitas, a BAC conduziu 128 pessoas para averiguações na BIC e na PJ.

Por ordem do Ministério Público, a Brigada Anti-Crime conduziu quatro sujeitos às instâncias judiciais e deteve em flagrante delito 63 pessoas que cometeram delitos. Por outro lado, esta unidade policial respondeu a 561 solicitações dos serviços internos e conduziu seis militares ao Comando da 1ª Região Militar por estarem envolvidos em práticas ilícitas.

No capítulo de apreensões, os “ninjas”, como são conhecidos os agentes da BAC, apreenderam três armas de fogo, cinco munições de 6.35, 119 pequenas porções de estupefacientes, 29 armas brancas, duas viaturas, quatro motorizadas e dois velocípedes.

Por outro lado, apreenderam vários produtos de multimédia, dos quais, dois computadores portáteis, 13 telemóveis, quatro máquinas fotográficas, duas escutas áudio e um MP3. E ainda, quatro fios de ouro, 51 baldes com10 kgde tinta, quatro relógios, duas portas de madeira e cinco balanças de precisão.

 

  1. Mindelense

    Execelente, excelente, excelente trabalho BAC. Pude ver que pegaram uma balança de precisão, de certeza pertencente aos meliantes que incitam a menores e outras pessoas ao roubo de ouro para compra, aproveitam, e como estão a atuar de dia, verifiquem os imigrantes do Continente que ficam a frente das casas do Ouro a aliciar pessoas para compra de ouro, que é ilegal, já que não dão emprego a ninguem e nem pagam impostos e INPS aos funcionários.

  2. Boise Soncente

    B.A.C forever…… pau neles moçada…. bom traboi desses herois d’Monte Cara…

  3. Reconhecimento

    Enquanto que os civis reconhcem a importancia e o trabalho da BAC os governantes por e simplismente ingnoram. Imagina que querem dar o subcisdio de risco, recentemente aprovado, apenas a BAC da Praia.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.