Irmão de Chávez diz que Presidente não está em coma e que reage aos tratamentos

13/01/2013 22:36 - Modificado em 13/01/2013 22:36
| Comentários fechados em Irmão de Chávez diz que Presidente não está em coma e que reage aos tratamentos

Rumores de que o estado de saúde de Hugo Chávez é mais grave que o que tem sido anunciado, leva irmão do Presidente a emitir comunicado.

 

O irmão de Hugo Chávez garante que o Presidente venezuelano, que se encontra internado em Cuba a recuperar de um cirurgia a um cancro pélvico, seguida de episódios de insuficiência respiratória, não está em coma, como tem sido divulgado nos últimos dias nas redes sociais, e está a reagir aos tratamentos a que tem sido submetido.

 

Num comunicado diculgado este domingo, Adan Chávez, governador do estado de Barinas, na zona sudoeste da Venezuela, assegurou que o seu irmão, de 58 anos, “continua a reagir bem ao tratamento e que a sua recuperação melhora a cada dia”. Adan Chávez qualificou depois de “totalmente falsas” informações que têm sido divulgadas segundo as quais “se afirma que o Presidente está em coma e que a família discute alegadamente o desligar das máquinas que o mantêm vivo”.

 

Quanto à insuficiência respiratória que Chávez terá sofrido após a quarta cirurgia a que foi submetido em Cuba a um cancro pélvico, o irmão diz que a situação é “estacionária”.

 

O irmão de Chávez sublinhou, no entanto, que cabe à vice-presidência venezuelana avançar publicamente com informações sobre o estado de saúde do chefe de Estado do país. Porém, apesar das comunicações do Governo venezuelano para tentar acalmar as incertezas quanto ao futuro do país, que não vê o seu Presidente há mais de um mês, os rumores de que o estado de saúde de Chávez é mais grave que o anunciado continuam a ganhar terreno.

 

Adan Chávez defende no comunicado tornado público este domingo que essas informações “fazem parte de uma guerra lançada por uma oposição necrófila” e por meios de comunicação social que se “dedicam a divulgar falsos rumores no sentido de lançar o caos e a ansiedade”.

 

Reeleito em Outubro último para um terceiro mandato, Chávez tomou posse no dia 10 de Janeiro, como previa o protocolo, mas continua a ser o Presidente, não sendo declarado incapaz ou marcadas eleições antecipadas.

 

 

 

publico.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.