Electra descobre nove casas com energia de “borla”

11/01/2013 00:57 - Modificado em 11/01/2013 00:57

A Electra desencadeou uma intervenção na zona de Ribeirinha para desmantelar redes eléctricas conectadas de forma ilegal. Nessa operação conjunta com a Brigada de Investigação Criminal encontraram nove casas com energia de “borla”. Segundo o que apuramos os proprietários dessas habitações ficaram sujeitos a pagar uma coima a Electra devido à fraude de electricidade.

 

A Electra esteve na zona de Ribeirinha para fiscalizar as residências que estão conectadas a rede eléctrica de forma ilegal. Nessa operação conjunta com a Brigada de Investigação Criminal percorreram as encostas dessa comunidade à procura dos fios condutores que ramificam no solo e chegam de forma discreta às casas.

Recorde-se que em Março de 2012, numa operação conjunta entre a Electra e a BIC realizada em Ribeirinha foram desmanteladas redes clandestinas de electricidade em 60 residências e 16 pessoas identificadas como proprietários foram a julgamento acusados de um crime de burla de outros bens.

Mas na operação realizada ,nesta quinta-feira ,não foram detidos os proprietários de nove casas, onde os técnicos da Electra fizeram a desactivação da corrente eléctrica que chegava de “borla” a essas residências. Mas apuramos que “essas pessoas serão identificadas e responsabilizadas pela sua acção, pelo que sofreram as sanções prevista na lei. Isto é, terão que pagar uma coima por fraude de electricidade e se recusarem pagar o valor, a empresa vai recorrer ao tribunal para que sejam punidos pelo crime”.

Esta intervenção insere-se num plano elaborado pela Electra e que prevê fiscalizar diversas zonas da ilha de São Vicente. A empresa assegura que que o objectivo é combater o furto de energia eléctrica e controlar as perdas nas redes eléctricas, mas também evitar a possibilidade de haver acidentes ou mortes por electrocussão. A Electra diz que pretende sensibilizar as populações no sentido de criarem condições de segurança para receberem electricidade nas suas casas de forma legal.

  1. Baldoque

    Porque é que não fazem o mesmo na Praia?
    Não estou a ser bairrista, mas é que encontrariam muitos.
    Acho que têm medo de ter tais iniciativas lá. Vá-se lá saber porque!!!!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.