FESTIN

4/01/2013 02:19 - Modificado em 4/01/2013 12:35
| Comentários fechados em FESTIN

O FESTin foi criado em 2010 com o objectivo de celebrar e fortalecer a cultura de expressão portuguesa através do cinema, num ambiente de partilha, intercâmbio e inclusão social. O objectivo do Festin é dar a conhecer o cinema realizado nos países de língua oficial portuguesa. É de relembrar que, em 2012, na categoria de COMPETIÇÃO DE CURTAS-METRAGENS, foram atribuídas Menções honrosas à Revolução nos Rabelados (CV), de Mário Benvindo Cabral.

O Festin surge em 2010 com o objectivo inicial de dar a conhecer o cinema realizado nos países de língua oficial portuguesa, principalmente os filmes que não entram nos circuitos de distribuição comercial, surgindo como forma de fomentar a interculturalidade, a inclusão social e a partilha de experiências nestes países, através de um festival de cinema comprometido com a divulgação de diferentes culturas e práticas de respeito à diversidade dos povos de língua portuguesa.

O Festin declarou ao NN que os objectivos propostos têm sido alcançados, mas que estão longe de se consideram satisfeitos e refere que “ainda temos muito para aprender, crescer e damos o contributo para a divulgação dos filmes produzidos em língua portuguesa e continuamos a acreditar que é possível num futuro próximo, virmos a contribuir activamente para o incentivo à produção cinematográfica nestes países”. O Festin nesta sua 4ª edição conta com a parceria da EGEAC (Empresa Municipal Portuguesa) e com o apoio da Fundação Luso-Brasileira.

Os filmes em competição devem ser realizados ou produzidos em Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Podem ser longas e curtas-metragens, independentemente do género. Para este ano, os filmes concorrentes devem ter sido finalizados entre Janeiro de 2011 e Dezembro de 2012. Os filmes escolhidos começarão a ser divulgados a partir de meados de Janeiro, sendo que nos primeiros dias de Março já deverão estar todos no site, www.festin-festival.com.

Questionados sobre as inscrições declaram que “ já contamos com mais de 100 filmes inscritos” e referem que existem inscrições de produtores de Cabo Verde, “infelizmente poucas, mas existem”. Recorda-se que na 3ª edição foram atribuídas Menções honrosas à Revolução nos Rabelados (CV), de Mário Benvindo Cabral sendo o único produtor cabo-verdiano a participar no festival que declarou que “a participação seria uma forma de projectar o cinema do arquipélago”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.