Aumento de 108 por cento nos passageiros dos voos internacionais

2/01/2013 23:45 - Modificado em 2/01/2013 23:45

O Aeroporto Internacional Cesária Évora no balanço de 2012 regista um aumento de 18,1% a nível de passageiros no mês de Dezembro, comparativamente a 2011. Nuno Santos considera a mobilidade interna dos voos como um dado interessante visto que se tem registado um decréscimo devido aos voos directos internacionais.

 

O Aeroporto Internacional Cesária Évora goza “de boa saúde” visto que no mês de Dezembro de 2012 registou um crescimento de 6,7% no número de passageiros em relação a 2011 nos voos domésticos e um aumento de 108,8% nos voos internacionais. Nuno Santos, Director da estrutura, declara à RCV que sendo Dezembro um mês intenso e apesar da muita procura do destino São Vicente, não houve atrasos significativos nem cancelamentos de voos.

 

No Aeroporto Internacional Cesária Évora, nesta época festiva, passaram 210.273 passageiros, com um crescimento geral de 18,1% comparativamente a 2011. Relativamente aos voos domésticos, o número de passageiros em 2011 foi de 158.219 e em 2012 de 168.781 enquanto que nos voos internacionais, o número de passageiros em 2011 foi de 19.876 e em 2012 de 41.492.

 

Nuno Santos considera que “a mobilidade interna é um dado interessante. Embora os voos domésticos continuem a decrescer devido à existência de voos internacionais que dão a oportunidade de se chegar directamente às ilhas de Cabo Verde, 14.880 passageiros, é um dado bastante significativo que mostra que as pessoas estão a movimentar-se no triângulo Sal, São Vicente e Praia”. Declara ainda à RCV que a TACV recorreu ao Boeing para fazer escoar os passageiros de São Vicente evitando, desta forma, atrasos significativos e cancelamentos de voos.

  1. Teresa Oliveira

    Sr. NUNO SANTOS: Eu fui pasasgeiro da TACV de lisboa -Boavista em 23 de Dezembro e regresso da Boa Vista em 30 de Dezembro, e NAO FOI TAO BOM COMO FAZ CRER. Atrasos, desorganização. Alteração de rotas. Esquecimento no Aeroporto. Fui com viagem DIRETA DE LISBOA/BOA VISTA/ LISBOA, e foi uma calamidade. Estive em Tr~es aeroportos de Cabo verde , em vez de um. Muita desorganização, falta de responsabilidade e ausencia dos responsáveis…..enfim, Stress, fome, cansaço…tudo…..Vá ver as reclamaçoes everá como é verdade. TACV…nunca mais…e espalharei por todos. Cabo VERDE SIM, HOTEIS SIM….o resto é muito MAU MESMO. Imagine, que até foi contatado o Dr.Pedro Pires…pois dia 30 no SAL…foi o CAUS TOTAL

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.