Menor de 15 anos escapa de violação ao cortar metade da língua ao agressor

30/12/2012 23:35 - Modificado em 30/12/2012 23:36
| Comentários fechados em Menor de 15 anos escapa de violação ao cortar metade da língua ao agressor

O Notícias do Norte faz uma retrospectiva dos casos de justiça e os crimes que marcaram o ano de 2012 na região Norte de Cabo Verde. E o destaque vai para uma situação que ocorreu na cidade do Porto Novo, na ilha de Santo Antão. Trata-se de uma menina com 15 anos, residente em Alto Mira, Porto Novo, que cortou quase metade da língua a um indivíduo que a tentava violar. Com a dentada desferida na língua do agressor, a adolescente escapou à violação.

 

No âmbito dessa tentativa de violação, o agressor e outros dois indivíduos estão a aguardar o desenrolar do processo-crime em prisão preventiva. O caso aconteceu no mês de Abril e, segundo o Comando da Esquadra Policial, os implicados que eram amigos da família da adolescente terão convidado a menor para ir com eles a uma horta.

Na proximidade da residência de um dos envolvidos e, pelo caminho, decidiram levá-la a uma casa. Já nessa residência, um dos indivíduos agarrou a rapariga, obrigou-a a entrar aos gritos num dos quartos, forçando-a a ter relações sexuais, enquanto os outros dois homens ficaram na rua a ouvir a menina a pedir socorro e implorando o agressor para a libertar.

 

Crimes

O caso do assassinato de Nádia Aleixo, “Nady” que foi morta pelo companheiro no dia 24 de Dezembro, marca o desfecho do ano de 2012 com um crime horrendo devido à frieza com que o indivíduo executou o crime, por ter passado o dia de Natal junto da família da vítima e pela sua fuga que durou dois dias até ser detido pela PJ e encaminhado para a prisão preventiva no sábado, 29.

Na ilha de São Nicolau, no mês de Outubro chegou a notícia de dois jovens que morreram electrocutados num tanque que pertencia aos Serviços Autónomos de Água do Tarrafal. Um funcionário da SAAT, tido como principal suspeito, foi indiciado de um crime de homicídio e está sob prisão preventiva. Falta agora desvendar se o suspeito agiu de forma livre ou se recebeu ordens para electrificar o tanque onde ocorreu o incidente.

Por outro lado, em São Vicente, verificaram-se casos de homicídio da cidadã Milena Correia que conheceu a morte durante uma briga em Chã D´ Alecrim, da ex-empregada de Cesária Évora, Tchinha assassinada numa residência na Ribeira Bote, de um cidadão francês no espaço da ex-Onave, de um indivíduo que matou o irmão com um golpe de faca no pescoço.

Ainda se registou uma briga entre adolescentes que resultou num homicídio, o caso de um idoso assassinado na zona de Impena pela nora e o seu amante e a morte de um homem de 40 anos na Bela Vista cujos indícios apontam para um homicídio.

 

Condenação e casos de justiça

As penas de prisão aplicadas pelos Juízos Crimes das Comarcas na região Norte com maior tempo de execução, foram a pena de prisão aplicada ao cidadão Adérito Rocha, condenado a 25 anos de prisão, pelo homicídio da sua companheira na ilha de São Vicente. Em São Nicolau, o ex-professor do Ensino Básico, António José Duarte, foi condenado a 23 anos pelos crimes de abuso e agressão sexual contra crianças.

Pela morte de Tchinha, Jaílson Monteiro foi condenado a 22 anos de prisão e por igual pena, Rivan das Neves e Hélio Delgado foram condenados pela morte de um cidadão francês no espaço da ex-Onave. Por outro lado, houve indivíduos que foram condenados com penas de prisão entre 10 a 15 anos por crimes de homicídio simples e há casos que só conhecerão o seu desfecho em 2013.

Nos casos de justiça, destaque para a condenação do ex-gerente do BCA, na cidade do Porto Novo, Alcindo Rocha, condenado a 13 anos de prisão, por ter desviado 139 mil contos da conta de clientes dessa instituição bancária. Da ex-gerente da Caixa em Coculi, Gilda Sancha condenada por abuso de confiança e absolvida do crime de burla. O processo-crime que levou a ex-autarca, Isaura Gomes ao Tribunal, mas que foi encerrado após um acordo entre as partes envolvidas.

Do ex-director da Cadeia de São Vicente, acusado de corrupção passiva, mas absolvido do crime, do advogado Amadeu Oliveira sob acusação do crime de exercício ilegal da advocacia e violação do segredo de justiça, entre outros casos de justiça que em 2012 passaram pelas Comarcas de Santo Antão, São Vicente e São Nicolau.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.