Alto Mira: três indivíduos tentaram violar uma menor

26/04/2012 08:58 - Modificado em 26/04/2012 08:58

Três indivíduos presos acusados de tentativa de agressão sexual a uma menor.

Três indivíduos, com idade entre 20 e 37 anos, começaram hoje a ser ouvidos pelo Tribunal Judicial da Comarca do Porto Novo, acusados de tentativa de agressão sexual a uma menor de 15 anos de idade, em Alto Mira.

Esses indivíduos, todos residentes em Alto Mira, interior do Porto Novo, terão tentado violar a menor na segunda-feira, 23, foram presos ontem, por mandado do ministério Público, confirmou hoje uma fonte da secção de investigação criminal da Policia Nacional, no Porto Novo.

Os acusados vão ser ouvidos ao longo do dia de hoje pela Juíza do Tribunal Judicial da Comarca do Porto Novo, para a adopção de medidas de coação.

De acordo com a fonte policial, um desses indivíduos teve que receber tratamento médico devido à uma dentada na língua, desferida pela menor, durante de tentativa de violação.

  1. Marco

    É pá capá tud ês pessoal ek ta estot ou ta tentá violá!

  2. Mindelense

    Como é possível três indivíduos com esta idade tentarem violar uma criança de 15 ano de idade???? Com a prostituição em alta não seria melhor contratarem uma ou várias prostitutas??? Mesmo sendo contra a prostituição, mas não contra o trabalho delas, porque cada um é que sabe das suas dificuldades, estes infelizes poderiam contrata-las.

  3. pedro

    Paciência! com tantos cafés seus pulhas.

  4. arlindo

    Crime de violação e pedofilia devia ser enquadrod na muldura penal de homicidio droga o arma. (não é senhores deputados, basta bucis quiser lei ta ser propost i aprovod). Já agora purq não permiti também publicação de foto dess violador/pedófilo purque au que parece nunca mas es ta pará, assim pelo menos tud cristom tava fcá ta conchês i purtant sempre de stand by em relação as ês. Um injeçãozinha pá tornás imputent também pudia até dá um jitim.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.