Rily Costa “a minha chamada à selecção é fruto de trabalho e confiança”

26/12/2012 02:26 - Modificado em 26/12/2012 02:26

Foi o jogador de destaque entre os 23 eleitos pelo seleccionador de Cabo Verde, Lúcio Antunes, para representar o país no Campeonato Africano das Nações 2013. Trata-se do guarda-redes do Mindelense, Rily Costa que vai vestir pela primeira vez a camisola da equipa principal numa prova onde Cabo Verde vai ter a sua primeira aparição.

 

Nascido na zona de Chã D´Alecrim, na ilha de São Vicente, Rily Costa, de 24 anos entrou no escalão sénior para defender as cores do Falcões do Norte, clube da sua zona. Com o passar dos anos, as exibições do jovem guarda-redes no Campeonato Regional de São Vicente mereceram o interesse dos dirigentes do CS Mindelense que viriam a assegurar os préstimos do jogador em 2010.

Ao serviço do Mindelense, Rily fez parte da equipa que, em 2011, conquistou o campeonato regional e que meses depois, veio a conquistar o título de campeão de Cabo Verde. O jovem assumiu-se como um dos melhores guarda-redes a actuar no país, daí ter merecido a escolha do seleccionador Lúcio Antunes para integrar a convocatória para o CAN 2013.

Em entrevista ao NN, Rily Costa afirma que “em 2009 ao serviço dos sub 21 participei nos Jogos da Lusofonia que se realizaram em Portugal. Volvidos três anos, estou orgulhoso por fazer parte dos eleitos da selecção A e por ver o meu país participar pela primeira vez na maior prova do futebol africano. Agora teremos de ir com força e coragem para fazermos uma boa prestação no CAN”.

O guarda-redes do Mindelense assegura que a sua chamada à selecção nacional é fruto do trabalho realizado no Campeonato Regional de São Vicente. Isto é, pelo bom início de época ao serviço do Mindelense, onde se afigura como o guarda-redes menos batido e pelo trabalho realizado na época anterior, onde dividiu o pódio de melhor guarda-redes de São Vicente.

Segundo Rily “com trabalho cheguei à equipa principal, agora, quero transmitir ao seleccionador nacional e aos colegas aquela confiança que a equipa técnica do Mindelense chefiada por Bubista tem na minha pessoa. Neste sentido, a participação no CAN 2013 será um novo patamar na minha carreira, pelo que o objectivo é prosseguir o meu trabalho para continuar a ser uma opção”.

Questionado se a sua participação na maior prova do futebol africano lhe pode abrir novos horizontes no mundo do futebol, o nosso entrevistado responde que “espero que sim, porém, quando regressar da competição vou concentrar-me no campeonato que estou a disputar para jogar cada jogo e só depois pensar nos outros objectivos”.

  1. CALU CRUZ

    FORÇATUBAROES AZUIS

  2. Oi vivo na melom

    Este mesmo jovem recem convocado a Seleção esteve envolvido neste fim de semana em cenas de pugilismo (pancadaria) na sua zona este fim de semana tipo cenas do oeste americano, não da para acreditar como um talento desse pode arriscar o seu futuro.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.