Falta de investimentos vai condicionar o crescimento

26/12/2012 02:24 - Modificado em 26/12/2012 02:24
| Comentários fechados em Falta de investimentos vai condicionar o crescimento

Apesar dos  bons vento que sopraram no turismo cabo-verdiano em  2012  e com previsão positiva para  2013,  a tormenta paira no  ar se não houver investimentos no sector.

 

Gualberto do  Rosário, presidente da Câmara do Turismo, ao fazer o balanço do ano prestes a findar  considera que 2012  foi “ o melhor ano turístico de sempre”. E continua com as boas noticias:  o ano de 2013  será ainda melhor visto que o Inverno 2012/2013 está garantido, havendo todas as condições para um óptimo Verão “. Mas o ex ministro da coordenação económica aponta uma condição para que isso aconteça “   isso só acontecerá se não forem introduzidos elementos de perturbação no sector.” Como se  sabe para Rosário o elemento  perturbador é o Orçamento Geral de Estado, tal como está apresentado. Outros elementos perturbadores têm a ver com  o problema de água, energia e transportes  que precisam ser “devidamente” equacionado e programado, visando a sua solução, a par do ambiente externo.

 

Falta de investimento

Mas para além de 2013   o , presidente da Câmara do Turismo prevê  retrocessos  “ porque há uma queda significativa do investimento, seja endógeno, seja de investimento externo no sector, o que vai condicionar o crescimento nos próximos anos.” Isto porque no seu entender  a capacidade de oferta do nosso turismo está condicionada  nos próximos anos  pela queda significativa dos investimentos.  “Por conseguinte, não vamos ter muitas infraestruturas novas e sem infraestruturas não é possível que haja crescimento neste domínio”, justificou, dizendo que os hotéis, particularmente, estão, praticamente, todos a 100 por cento em Cabo Verde e este factor limita significativamente os próximos tempos”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.