Juiz manda caçubodista para a cadeia por constituir perigo para a sociedade

21/12/2012 01:06 - Modificado em 21/12/2012 01:06

O Juízo Crime aplicou uma pena de três anos e seis meses de prisão a um  jovem pela prática de “caçubodys” na ilha de São Vicente. Identificado pelas autoridades criminais como membro do gang BBH e com vários processos-crimes em fase de instrução na Procuradoria da República, o arguido respondeu a uma acusação de três crimes de roubo.

 

A 27 de Dezembro de 2011, Juízo Crime da Comarca de São Vicente decretou prisão preventiva, ao jovem de 17 anos,, residente na zona de Ribeira de Craquinha. O sujeito roubou um cordão de ouro no espaço Pont D´ Água e presente ao juiz, este mandou-o para a prisão devido a reincidência em matéria de crimes de roubo.

O magistrado justificou a sua decisão dando um despacho que “o tribunal encontrou dezenas de processos de roubo na Procuradoria da República que envolvem a sua pessoa. Por constituir um perigo para a sociedade são vicentina, a solução foi envia-lo para a cadeia, para aguardar o desenrolar dos processos-crimes”.

Volvidos cerca de um ano, o jovem sentou no banco dos réus para responder a três acusações, entre elas o roubo realizado no espaço Pont D´ Água, pela participação no ano 2010 no roubo de dois telemóveis, de um MP4 em Ribeira de Passarão e de um telemóvel e um pullover em Chã D´ Marinha.

Perante os factos o juiz aplicou uma pena atenuada com base nas normas jurídicas devido à idade do acusado na altura dos factos. Assim, o jovem  foi condenado a uma pena de 3 anos e seis meses de prisão. O magistrado concluiu a sentença dizendo que “o arguido entrou para o caminho da criminalidade, sustentando o seu vício assaltando pessoas na via pública, mas agora vai a tempo de mudar o seu comportamento e evitar práticas ilícitas”.

  1. fifi

    Aleluia..pelo menos um juíz com juízo.
    S. Vicente agradece

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.