Operação policial: comerciantes estrangeiros conduzidos ao SEF

20/12/2012 01:30 - Modificado em 20/12/2012 01:30
| Comentários fechados em Operação policial: comerciantes estrangeiros conduzidos ao SEF

O NN apurou que a Polícia Nacional, em São Vicente vai realizar diligências para concluir o processo da operação policial realizada nos espaços comerciais da Praça Estrela. Com a apreensão de materiais suspeitos de proveniência ilícita e de produtos fora de prazo, a Brigada de Investigação Criminal vai averiguar sobre a proveniência dos produtos. Por sua vez, alguns comerciantes estrangeiros irão passar pelo Serviço de Emigração e Fronteiras para esclarecerem a sua posição em São Vicente.

 

Este online soube que, o rastreio no SEF terá como finalidade não só a de averiguar se os comerciantes estrangeiros possuem visto ou se estão ilegais na ilha de São Vicente, como também conhecer o objectivo da estadia deles na cidade do Mindelo. Findo o processo de averiguações a BIC elaborará um auto de identificação dos comerciantes para ser entregue às instâncias judiciais

 

Para controlar as actividades que se realizam no espaço comercial da Praça Estrela, o Comando da Polícia Nacional efectuou uma acção policial com a participação de agentes da BIC, Corpo de Intervenção e agentes da unidade de Piquete.A operação ocorreu na manhã da passada terça-feira, dia 18 e durante as buscas as unidades policiais procuraram brinquedos considerados perigosos e impediram a venda de produtos ilegais ou fora de prazo. Desta forma, foram apreendidas cinco balanças de precisão, cinco computadores portáteis, quatro máquinas fotográficas, 10 telemóveis e dois leitores de DVD portáteis de proveniência duvidosa.

 

Foram ainda confiscados produtos sem rótulo e com prazo de validade expirado, isto é, 13 champôs, 10 amaciadores, seis potes de vaselina e uma bolsa de guloseimas. Segundo informações recolhidas na BIC “o balanço é positivo porque foram apreendidos alguns materiais cuja proveniência deverá ser averiguada pelo que os proprietários vão passar por um rastreio de investigação e no caso de comerciantes estrangeiros vão ser encaminhados para o Serviço de Emigração e Fronteira”.

 

Este online soube que, o rastreio no SEF terá como finalidade não só a de averiguar se os comerciantes estrangeiros possuem visto ou se estão ilegais na ilha de São Vicente, como também conhecer o objectivo da estadia deles na cidade do Mindelo. Findo o processo de averiguações a BIC elaborará um auto de identificação dos comerciantes para ser entregue às instâncias judiciais.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.