Kukula brilha no Marítimo com FC Porto atento

11/12/2012 23:05 - Modificado em 11/12/2012 23:05

Erson Costa, conhecido por Kukula está a ser considerado uma jovem promessa do futebol cabo-verdiano. Nascido na ilha de Santo Antão, o avançado, de 19 anos rumou ao Marítimo, de Portugal para se singrar no futebol profissional. Com 25 golos marcados ao serviço dos juniores do clube na última época, e hoje a actuar na equipa B, a expectativa do jovem é jogar ao mais alto nível para no futuro representar a selecção de Cabo Verde.

O clube Paulense, da cidade do Paúl, em Santo Antão apresentou ao jovem futebolística, Erson Costa “Kukula” a oportunidade se estrear num campeonato regional de futebol. Kukula começou a dar toques na bola num clube da sua terra natal onde passou apenas um ano. Isto porque na época 2009/10, o avançado de 19 anos foi contratado pelo Batuque de São Vicente, onde nesse ano acabou por conquistar o campeonato regional e a taça de São Vicente.

Kukula foi uma pedra fundamental no ataque do Batuque e com os seus golos contribuiu para a conquista dos dois troféus. A velocidade, o espírito possante e a raça como o jogador encarava o futebol fez despertar o interesse dos dirigentes do Marítimo de Portugal.

No inicio da época 2010/11, o empresário do jogador, José Cardoso Silva, Jota, e os dirigentes do Marítimo acertaram a transferência do avançado para o clube do Funchal. O jovem ingressou nos juniores do clube para uma fase de adaptação e na época passada passou a ser um elemento chave na equipa, ao marcar 25 golos, nos 28 jogos disputados no campeonato de juniores.

O jovem, Kukula está-se a revelar uma promessa do futebol cabo-verdiano e em entrevista ao NoticiasdoNorte afirmou que esta etapa na sua vida é o culminar de um sonho e que com a sua nova profissão está a apoiar a sua família que reside em Cabo Verde.

“Sempre quis ser um jogador de futebol profissional e o Marítimo deu-me a possibilidade de alcançar o meu sonho. Assinei um contrato de cinco anos com o clube, este ano fui promovido a equipa B para jogar na segunda liga portuguesa e o meu objectivo é jogar ao mais alto nível”.

Futuro

À espreita de um lugar na equipa principal do Marítimo, Kukula continua a mostrar serviço na equipa B, onde já disputou dez jogos e marcou quatro golos, que lhe confere o título de goleador da equipa na II Liga Portuguesa.

O avançado não descarta o desejo de jogar num clube grande da Europa, depois de o seu nome ser associado a clubes francês, como o Le Havre e Nice e pelo interesse do FC Porto e SC Braga antes de assinar o vínculo contratual com o Marítimo.

Por agora, o jovem de 19 anos diz que “quero focar-me neste projecto que estou inserido e esperar para ver o que o futuro me reserva no mundo do futebol. Através do Marítimo, hoje sou um jogador profissional e como qualquer cabo-verdiano, um dia gostaria de dar a minha contribuição a selecção de Cabo-Verde”.

 

  1. robert

    senhor jornalista, o Kukula antes de arrumar para o batuque representou o Marítimo do porto novo.

  2. Marítimo

    O Kukula antes de ir para o Batuque representou as cores do Clube Sportivo Marítimo do Porto Novo, onde sim, passou a ser conhecido e teve a devida divulgação. Nesta época desportiva, o clube do Porto Novo sagrou-se campeão de futebol e venceu a taça regional. Foi numa das idas do clube para participar nos jogos em São Vicente, que o José Cardoso Silva mostrou interesse e fez as deligências necessárias para a transferência do jogador para o clube do Mindelo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.