CAF retira aos Camarões organização da CAN 2019

5/12/2018 01:01 - Modificado em 5/12/2018 01:01

O organismo máximo que rege o futebol africano notificou através de um comunicado que, devido aos problemas de segurança nos Camarões, retirou ao país a organização da CAN 2019.

A Confederação Africana de Futebol (CAF), decidiu após uma reunião realizada em Acra (Gana) retirar aos Camarões a organização da Taça das Nações Africanas (CAN), a sete meses do início da competição.

Segundo fontes citadas pela Agência de Notícias do Gana (GNA), o motivo da decisão deveu-se aos problemas devem-se aos sucessivos atrasos na construção das infraestruturas e os problemas de segurança nos Camarões. A CAF anuncia que a vaga para quem estiver interessada em organizar a competição está aberta. Isto numa altura em que a fase de grupos vai para a última jornada, estando a mesma agendada para o próximo mês de Março.

A prova maior de selecções africanas será realizada nos meses de Junho e Julho de 2019, e vai contar com a participação de 24 selecções, em vez das 16 habituais, conforme decisão saída numa reunião da CAF ocorrida em Julho de 2017.

De estacar que, a organização da CAN, foi alterada nas últimas três edições. Em 2013, da Líbia passou para a África do Sul devido a guerra civil no país. Já em 2015, devido ao surto de ébola na África Ocidental foi transferida de Marrocos para a Guiné Equatorial. Por fim, em 2017 a Líbia mais uma vez candidatou-se à organização da prova, e uma vez mais não conseguiu, novamente devido aos conflitos registados no país.

Apesar do tempo escasso (21 dias), África do Sul, Egipto e Marrocos deverão apresentar candidaturas para a realização da competição.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.