BIC deteve homem que violou uma mulher na zona de Trás de Cemitério

3/12/2012 23:14 - Modificado em 3/12/2012 23:14

NN confirmou os factos de uma denúncia por parte de moradores das zonas de Chã D´ Marinha e Trás do Cemitério, de que um indivíduo se encontrava a esconder por detrás de acácias existentes nessa área para assaltar pessoas ou na tentativa de violar mulheres. O certo é que o sujeito já se encontra em prisão preventiva após agredir sexualmente uma mulher de 28 anos.

A Brigada Investigação Criminal, na ilha de São Vicente assegurou ter recebido queixas de moradores das zonas de Chã D´ Marinha e Trás do Cemitério acerca de um indivíduo que estaria a praticar assaltos nessas localidades, mas também a se esconder por detrás de acácias a espreita de vítimas de sexo feminino na tentativa de lhes agredir sexualmente.

De acordo com informações recolhidas junto dos moradores, as suspeitas recaiam sobre o sujeito que saiu da Cadeia de Ribeirinha há alguns meses. Isto é, que o suspeito dessa prática residia nas imediações do local onde ocorreram as tentativas de violação, ou de roubo às pessoas que circulavam pelas zonas de Chã D´ Marinha ou Trás do Cemitério.

Segundo o que apuramos, há cerca de duas semanas, o indivíduo foi detido em flagrante delito após agredir sexualmente uma mulher de 28 anos. De acordo com o Comando da BIC “através de uma chamada telefónica, a denunciar uma tentativa de abuso sexual. Deslocamos a zona de Trás de Cemitério para socorrer a vítima. O agressor foi detido de imediato e através de uma diligência  apurou – se que o homem recorreu a uma faca, como meio de ameaça e assim consumou o acto”.

Prevenção

Pelas informações recolhidas na BIC e no Tribunal, o suspeito autor da agressão sexual tinha saído da prisão no passado mês de Julho e que havia suspeitas de que este estaria envolvido em práticas ilícitas. Presente ao Juízo Crime, o juiz lhe decretou prisão preventiva como medida de coacção e enviou o processo para instrução no Ministério Público.

Com a detenção deste indivíduo, os moradores afirmam que tranquilidade aparenta ter regressado a zona, na medida que nos últimos dias não se registou casos desta natureza. De realçar que esta percepção dos residentes é partilhada pela Polícia Nacional que assegura não ter recebido queixas depois da detenção do suspeito autor dos crimes na zona de Chã D´ Marinha em Trás de Cemitério.

 

 

  1. Dje Guebara

    Porque não se indentifica o nome e foto do agressor para todas as mulheres se lhe conhecem para possan estar prevenidas em um caso deste violador.Não è nenhum crime ao pôr fotos e nomes dos delincuentes.

  2. Baldoque

    Esta escrita merece ser melhorada.
    É o segundo artigo que leio e que apresenta vários erros.
    Gramática com eles Eduíno

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.