Deputado do PAICV vai contra a Cidade Administrativa e é aplaudido pelos deputados MpD e UCID de São Vicente

29/11/2012 22:32 - Modificado em 29/11/2012 23:36

O deputado Alexandre Novais, deputado do PAICV, eleito pelo circulo eleitoral de São Vicente, disse na Assembleia Nacional que ” A construção da Cidade Administrativa da Praia não deve constituir prioridade de momento”.

 

Novais foi contra um dos projectos considerados ” de grande importância , quer pelo governo , quer pelo PAICV, mas que é contestado por vários sectores da sociedade civil de São Vicente . Novais disse que ” Em tempo de contenção das despesas públicas, este avultado investimento nos parece em contra-mão da actualidade económica e financeira mundial”.

Mais adiante o deputado mindelense colocou o dedo na ferida desse projecto ao afirmar ” Não posso deixar de manifestar a minha preocupação no que respeita a uma demasiada concentração da estrutura administrativa do Estado numa só região e cidade, em detrimento de uma distribuição partilhada”.

E foi mais longe ao dizer que ” não entendo a vontade política que sustenta a construção da Cidade Administrativa na Praia, nos termos e moldes em que está concebida”.

E com isso foi aplaudido pelos deputados do MpD e da UCID eleitos por São Vicente.

  1. Africa

    Bravo , assim da prazer votar por pessoas preocupados com os seus eleitores .

  2. mindelense

    Até que enfim apareceu um deputado , de s.vicente , para s,vicente,,,,,,força meu amigo, lute por s.vicente e cabo verde……

  3. Mindelense

    Pelo menos já temos um deputado para representar São Vicente nesse circo que é o parlamento. Os restantes, sobretudo do PAICV, não se levantam para defender São Vicente, ilha a qual representam, pois, não estão lá por São Vicente, mas sim pelo PAICV. Chazé, keep up the good work brother.

  4. José Silva

    DEPUTADOS DE S. VICENTE, UNIU-VOS.
    Se começarem a ter uma posição concertada e em defesa da ilha para a qual foram eleitos, haverá mais respeito, equilibrio e distribuição racional do orçamento do estado, da riqueza nacional, etc.
    Sejam mais mindelenses e menos partidários. Os vossos eleitores são mais importantes que os partidos.

  5. jardim de infancia

    Partidos? organizações mafiosas e rodeadas de piranhas. Infelizmente o sistema politico naõ funciona (ainda) sem partidos.
    Os partidos perderam o norte e a sua função central ao longo dos tempos.
    Por exemplo: o que significa disciplina partidária? alguem consegue descrever correctamente este conceito? num grupo parlamentar, 5 falam e todos sobem a mão!!!!

  6. JSantos

    Grande Xazé, afinal é preciso coragem para a tomada de determindas posiçoes dentro do PAICV. A opiniao de um deputado, da situaçao, tecnico da area vale o que vale. O recado esta dado. Vem dai as represalias. Ainda mais quando a questao da regionalizaçao começa a tomar fortes contornos.

  7. Euclides cardoso

    O Novais nada mais fez do que o que lhe compete fazer como Deputado! Mas levando em consideração o fraco desempenho dos deputados do PAICV para a ilha de S.Vicente . Vamos aplaudi-lo de Pé. A Descentralização e Concentração do Puder numa só cidade.
    O nepotismo , Clientelismo e a atribuição de cargos de confiança sem a competência técnica e humana também deveria ser uma das questões que os deputados de S.vicente deveriam abordar .

  8. Hl

    Muito Bem, Até que enfim aparece alguem com personalidade e convicção, e não esses lambe-botas (filomena martins e companhia). É de louvar a intervenção deste homem.
    E é com admiração e respeito que deixo o meu apoio ao Novai

  9. mais cv

    el vota contra orçamente é que ta bem premiti fazé cidade administrativa ?
    não
    atom el divia cala boca, em vez de bem estode li ta tenta engana nos

  10. trabalho

    alexandre novais foi eleito ,a dias, vice presidente do paicv-s.vicente. bom trabalho e que continuas assim.

  11. Nuno Ferreira

    Assim mesmo Xaze.SV tb precisa de investimentos urgentemente.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.