Não é respeitada nem por peões, nem por condutores

29/11/2012 02:53 - Modificado em 29/11/2012 02:53
| Comentários fechados em Não é respeitada nem por peões, nem por condutores

Os hábitos prevalecem sobre a norma: o NN apurou que a passadeira no Madeiralzinho, na parte traseira da Escola Jorge Barbosa, está só para enfeite. Os alunos da respectiva escola afirmam que fazem pouco uso da passadeira e optam por atravessar a estrada poucos metros antes da mesma. Por outro lado, são poucos os condutores que respeitam esta passadeira.

 

O perigo espreita os peões junto de uma passadeira colocada no Maderalzinho, no cimo da rua Eng. Humberto Duarte Fonseca. Isto porque nem os peões, maioritariamente alunos do liceu Jorge Barbosa, nem os condutores respeitam a passadeira. Os primeiros não usam a passadeira porque lhes fica “um pouco longe“ do seu lugar de passagem. Os segundos, nunca param na passadeira. Resumindo: para a maioria a passadeira não existe. O problema reside na minoria que sabe que é uma passadeira e arrisca-se a atravessar a rua com carros que não a respeitam.

 

Segundo Jandira, aluna da Escola Jorge Barbosa “por facilitismo não uso e a maioria não usa a passadeira, porque é mais fácil usar o beco que dá acesso à estrada e atravessamos nesse local. “Questionada sobre o perigo que está à espreita por não respeitar a faixa de passagem para peões, refere que a maioria atravessa habitualmente onde fazia antes de existir a passadeira. Outros alunos questionados sobre a mesma questão vão no sentido das declarações de Jandira.

 

Um condutor e residente no Madeiralzinho, confirma a versão da maioria dos estudantes da Escola Jorge Barbosa, ou seja, que poucos utilizam a passadeira e na hora de ponta os peões são maioritariamente alunos e nota-se o desrespeito das normas de trânsito, tanto por parte dos peões como dos condutores. Considera que a força do hábito é maior e que os peões precisam de sensibilização perante as regras de trânsito.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.