Olavo Correia: “OGE 2019 para crescer ao ritmo que merecemos“

21/10/2018 22:58 - Modificado em 21/10/2018 22:58

O vice-primeiro ministro Olavo Correia , num post na página oficial do Facebook , acredita que o Orçamento Geral do Estado para 2019 é para fazer o “país crescer no ritmo que merecemos”  Embora acredite que esse crescimento pode atingir os 7% , fica-se pela margem de crescimento para 2019 está projetada para o intervalo entre os 4,5 e 5,5%. Trata-se de um crescimento realizável, visto que estamos a crescer à volta dos 5%. Considera que o OGE 2019 é “o mais importante instrumento da Política Económica que o país tem à disposição para alterarmos o estado das coisas, nomeadamente, através da aceleração da dinâmica do crescimento da economia, promovendo um crescimento inclusivo, com a criação de emprego, sobretudo para os jovens, e melhorar o ecossistema para o quadro empresarial.

Depois acentua  que a meta é o crescimento. “O Governo está a trabalhar para aumentar grandemente o potencial de crescimento da economia cabo-verdiana. Este é o maior desafio que temos pela frente. Entretanto, mais do que estabilizar a pobreza, temos que promover e acelerar a dinâmica de crescimento da nossa economia.

Fazer crescer a economia é o trabalho do Governo!
E estamos convencidos que lá chegaremos, com as medidas que estamos a tomar, nomeadamente quanto à abordagem fiscal, ao financiamento, mobilidade e promoção do emprego – este é um bem escasso no nosso país, mas temos medidas assertivas que vão facilitar a empregabilidade no nosso país.

Este orçamento traz medidas importantes para este novo ciclo e esperamos que os cabo-verdianos e as empresas que operam no nosso país reajam à nossa visão, de modo a entrarmos na rota de crescimento que temos traçado.

O momento é complexo visto que a margem orçamental é diminuta, face ao endividamento, mas também quanto às receitas orçamentais que são restritas e ainda a rigidez das despesas. Pelo que temos que poder aumentar a base de tributação, gerir melhor a evolução das despesas públicas e fazer com que o crescimento económico seja sólido e sustentável.

“Por um Cabo Verde a crescer ao ritmo que merecemos!”

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.