Vítimas de VBG passam a ter linha gratuita para denunciar as ofensas

29/11/2012 02:45 - Modificado em 29/11/2012 02:45
| Comentários fechados em Vítimas de VBG passam a ter linha gratuita para denunciar as ofensas

O Instituto Cabo-verdiano de Igualdade e Equidade de Género, ICIEG lançou nesta quarta-feira uma linha gratuita disponível para os cidadãos fazerem a denúncia de casos Violência Baseada no Género. Para além servir de instrumento de denúncia, esta linha vai servir de apoio às vítimas e as pessoas que queiram esclarecimentos sobre a Lei Especial de VBG.

 

A ministra da Administração Interna, Marisa Morais presidiu a cerimónia de abertura da linha gratuita 800 18 18 destinada aos cidadãos que queiram apresentar denúncia de caso de VBG. A linha telefónica vai servir ainda que tem conhecimento dessa problemática e também ajudar o agressor a procurar tratamento de reinserção social.

A ministra Marisa Morais garantiu que a linha 800 18 18 vai quebrar o silêncio e será um via de combate ao crime de VBG, onde a identidade do denunciante é salvaguardada, mas também será um meio de prestação de apoio psicológico a vítima. O lançamento da linha pela ICIEG foi feito em parceria com a CVTelecom, a Polícia Nacional e a ONU Mulheres e vai operar durante 24h, incluindo feriados e fins de semanas.

Por seu lado Talina Pereira, presidente do ICIEG afirma que “com esta linha de atendimento se pretende criar mecanismos de denúncia, de forma a colocar à disposição de todos os cidadãos um instrumento de rápida utilização e de forma gratuita para denunciar o crime de VBG”.

Ainda no decorrer da apresentação da linha de atendimento, Talina Pereira assegurou que o ICIEG está ultimar o projecto da criação de casas de abrigo das vítimas de Violência Baseada no Género. Pereira concluiu dizendo que em 2013 esse projecto vai ser uma realidade e no caso da ilha de São Vicente pode vir a ter duas casas para abrigar às vítimas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.