Jogos Olímpicos da Juventude: Adriana Almeida lamenta falsa partida que motivou a desclassificação

16/10/2018 14:15 - Modificado em 16/10/2018 14:15
| Comentários fechados em Jogos Olímpicos da Juventude: Adriana Almeida lamenta falsa partida que motivou a desclassificação

Depois de conseguir a 5ª posição, na abertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, Adriana Almeida voltou ás pistas na segunda-feira 16, mas uma falsa partida deitou por terra todas as ambições da atleta que acabaria por ser desclassificada da competição. Um cenário inédito para a atleta de 17 anos que, pela primeira vez, viu-se desclassificada de uma corrida, factos que a levam a lamentar o sucedido e a endereçar um pedido de desculpas a todos os cabo-verdianos.

Com o tempo de 12:89 conseguido na sexta-feira passada, a atleta salense abriu caminho para a próxima fase, mas o sonho caiu por terra na tarde de segunda-feira, após ter sido desclassificada. Ao NN a atleta diz-se “incrédula” com o que aconteceu porque foi a primeira vez que se encontrava nesta posição, explicando que vários factores estiveram na origem da sua desconcentração, e que lhe custaram a continuidade nas provas. “Estou triste e arrependida, pelo que fiz, estou chateada comigo mesmo. Peço desculpas a todos os cabo-verdianos pelo grande erro que cometi, e por desapontar-lhes, porque tinham muita confiança depositada em mim” salienta a jovem atleta actual campeã e recordista nacional dos 100 e 200 metros.

No entanto a atleta reconhece que precisa treinar muito mais para poder manter o foco. “Sei que terei muitas viagens, por isso precisarei de mais concentração, para tentar representar Cabo Verde da melhor maneira possível” adianta Adriana, assumindo que o erro cometido na prova em Buenos Aires, serviu de muitos ensinamentos, que até então desconhecia.

“No futuro quero ser a melhor atleta de Cabo Verde. Com muita humildade, respeito e consideração” conclui a jovem atleta que se despede dos Jogos Olímpicos da Juventude de Buenos Aires com um sentimento amargo por ter sido desqualificada. Recorde-se que Adriana Almeida está nomeada para o prémio de Atleta Feminino Residente de 2018, onde concorre com a karateca Amilice Soares e a basquetebolista Maria Correia. O prémio será entregue durante a Gala do Desporto Cabo-verdiano 2018, que se realiza a 10 de Novembro em Porto Novo, Santo Antão.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.