Dia Mundial da Alimentação: “Nossas acções são o nosso futuro. Fome Zero no mundo em 2030 é possível”

14/10/2018 22:14 - Modificado em 14/10/2018 22:14
| Comentários fechados em Dia Mundial da Alimentação: “Nossas acções são o nosso futuro. Fome Zero no mundo em 2030 é possível”

No próximo dia 16 de Outubro comemora-se o do Dia Mundial da Alimentação e da FAO sob o lema “Nossas Acções são o Nosso Futuro. Fome Zero no mundo em 2030 é possível”, que destaca a questão da fome e como podemos debelar a problemática.

De acordo com Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), gastar menos, comer melhor e adoptar um modo de vida sustentável são os três elementos fundamentais para construir um mundo livre da fome.

Esta organização afirma ainda que as escolhas que fazemos hoje são cruciais para a nossa futura segurança alimentar. Aqui está uma lista de ações simples que o ajudarão a adotar um estilo de vida Fome Zero e reconectar-se com a alimentação e o que ela representa.

Conforme explica o Diretor-Geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, Graziano da Silva, há três anos atrás, em Setembro de 2015, todos os Estados Membros das Nações Unidas aprovaram a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. A erradicação da fome e todas as formas de desnutrição (Desenvolvimento Sustentável Objetivo número 2) foi definido pelos líderes mundiais como um objectivo fundamental da Agenda, uma condição sine qua non para um mundo mais seguro, mais justo e mais pacífico.

Paradoxalmente, a fome global só tem crescido desde então. De acordo com as últimas estimativas, o número de pessoas sub-nutridas no mundo aumentou em 2017, pelo terceiro ano consecutivo. No ano passado, 821 milhões de pessoas sofreram de fome (11% da população mundial – 1 em cada 9 pessoas no planeta), a maioria deles são agricultores familiares e de subsistência que vivem em áreas rurais pobres da África Subsaariana e no Sudeste Asiático.

No entanto, a taxa crescente de pessoas subnutridas não é o único grande desafio que estamos enfrentando. Outras formas de desnutrição também aumentaram. Em 2017, pelo menos 1,5 bilhão de pessoas sofriam de deficiências de micronutrientes que prejudicam a sua saúde e vida, ao mesmo tempo, a proporção de obesidade adulta continua aumentando a cada ano, de 11,7% em 2012 para 13,3% em 2016. Ou seja 672,3 milhões de pessoas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.