MC Kriola: o despertar de mais uma promessa musical

14/10/2018 22:03 - Modificado em 14/10/2018 22:03

 MC Kriola, nome artístico da jovem Jéssica Ramos, uma jovem capaz de acomodar a sua voz aos mais diversos estilos musicais. Luta desde os onze anos para conquistar o seu lugar no mundo artístico cabo-verdiano e já é, com certeza, uma grande promessa na esfera musical. Diz ser uma menina sonhadora, humilde e lutadora.

Natural de São Vicente, diz que a sua paixão pela música é antiga, tendo surgido na capital do país, Praia, onde vivia anteriormente. Esta jovem de 17 anos, mais dia, menos dia, diz que a música é a melhor maneira de se expressar. De mostrar os seus sentimentos.

Diz ser uma intérprete de diversos estilos musicais mas com uma preferência pela Kizomba. Caso venha a lançar um CD, um dos seus grandes sonhos, prefere este tenha uma mistura de estilos musicais.

 

Notícias do Norte: Surgiu agora no mundo artístico. Desde quando que a música entrou na sua vida?

MC Kriola: Desde os meus onze anos, quando estudava o sétimo ano na escola Pedro Gomes na cidade da Praia. A minha professora de inglês escolheu um grupo de alunos e ensinou-nos umas melodias na língua inglesa, para que as cantássemos em determinados lugares. Foi graças a essa professora que despertou em um certo sentimento para a música. Desde então não mais deixei de cantar.

NN- Conta-nos, o que significa a música para ti?

MC K – A música significa tudo. É nela que encontro formas para expressar os meus sentimentos. Canto nos meus tempos livres. Quando estou a fazer as tarefas diárias, faço-as a ouvir músicas ou a cantar. A maioria das coisas que faço na minha vida está relacionada com a música.

NN – Quais são os palcos que já pisastes em Cabo verde?

MC K – No palco do Parque 5 de Julho, que é um lugar que toda gente conhece e onde se fazem várias actividades, até já fizeram lá o concurso de vozes chamado Talento Estrela. Aqui em São Vicente já actuei no palco do “I love Fonte Inês”, no ano 2017.

NN – Qual é a tua fonte de inspiração?

MC K – A minha fonte de inspiração chama-se Lonny Johnson. Gosto da sua maneira de ser e da sua humildade. As suas músicas chamam a minha atenção e levam-me a seguir por esse caminho. É ele que me faz sentir esta paixão pelo mundo musical.

NN – O que achas dos novos meios de divulgação das músicas, designadamente as redes sociais?

MC K – Eu acho uma boa iniciativa porque quando lançamos uma música no Youtube, no Facebook, Instagram… o alcance delas é muito maior. Extravasa as fronteiras do nosso país. Atingimos outros públicos. Mais pessoas podem nos ver e ouvir. Acho que dessa forma um artista pode evoluir mais.

NN – Até onde sonhas chegar no mundo artístico?

MC K – Quero evoluir no mundo da música. Sei que sou muito jovem. Quero ganhar mais experiência, convivendo com artistas mais velhos para que eu possa aprender mais coisas a cerca de música e para eu poder aumentar o meu léxico.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.