UCID pede intervenção do Governo para melhorar as condições de trabalho na segurança privada

11/10/2018 15:34 - Modificado em 11/10/2018 15:34

A UCID  pediu hoje no Parlamento, que o Governo exerça a sua influência dentro do que estabelece o artigo 108 do Código Laboral, para que os trabalhadores de segurança privada tenham melhores condições salariais e de trabalho.

O líder da União Cabo-verdiana Independente e Democrática(UCID), António Monteiro, que apresentava uma declaração política, começou por dizer que a privatização de algumas funções policiais e a transferência de responsabilidade do exercício de poderes públicos para empresas privadas é uma realidade cabo-verdiana que não pode ser secundarizada e tratada como uma coisa qualquer.

E por estar em fase de uma privatização total destas funções, deve-se considerar a segurança privada como uma componente essencial e complementar da função fundamental do Estado.

Por isso destacou que as 18 empresas de segurança privada, bem como todos os seus colaboradores constituem um activo importante para a economia de emprego e um factor chave para a segurança nacional pelo que defendeu que a atenção deste Governo no sector deve ser permanente.

“A UCID não entende como é possível existirem empresas a operarem neste ramo de actividade sem estarem devidamente autorizadas, criando assim disfuncionalidades. Achamos estranho que das 18 empresas existentes somente oito tenham um acordo colectivo de trabalho que por sinal tarda em entrar em vigor”, disse a UCID em tom de crítica.

Fonte : Inforpress

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.