Cabo Verde: 45% da população estudantil já experimentou pelo menos uma bebida alcoólica

10/10/2018 00:31 - Modificado em 10/10/2018 00:31

Apesar dos dados insuficientes sobre consumo de droga em Cabo Verde, um estudo pioneiro realizado em 2013 pela Comissão de Coordenação do Combate à Droga (CCCD) indicou que a prevalência do consumo de substâncias psicoativas (drogas lícitas e ilícitas) nos alunos das escolas secundárias cabo-verdianas é de 7,2%.

O mesmo inquérito concluiu que o álcool é a droga lícita mais consumida pela população estudantil, sendo que cerca de 45% já experimentou pelo menos um tipo de  bebida alcoólica.

Estes dados foram apresentados durante o Seminário de Formação da Rede Nacional de Epidemiologia sobre o Uso de Drogas em Cabo Verde.

De acordo com o Ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário, sobre os dados epidemiológicos em Cabo Verde, é preciso conhecer-se a realidade do consumo de drogas em Cabo Verde, com dados fiáveis, obtidos com rigor científico, bem como informações sobre a incidência e a prevalência, o tipo e padrão do consumo de substâncias psicoativas na nossa sociedade. O que na sua óptica, “nos permitirá reavaliar as estratégias até agora implementadas, introduzir as necessárias correcções nos programas voltados para a prevenção, o tratamento e a redução do risco”.

Para Arlindo do Rosário a criação desta Rede constitui “uma etapa importante para se estimar sobre a magnitude do problema, impondo-se para isso o controlo apropriado das intervenções, existência de um sistema de informação eficaz, seguro e facilmente acessível”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.