Casal vendeu partes de corpos das 30 pessoas que assassinou

9/10/2018 12:16 - Modificado em 9/10/2018 12:16
| Comentários fechados em Casal vendeu partes de corpos das 30 pessoas que assassinou

As autoridades mexicanas estão a investigar um casal que foi detido por transportar partes de corpo de dez pessoas que terão sido assassinadas.

Depois da detenção, avança a “BBC”, o homem confessou ter participado na morte de mais 20 mulheres nos subúrbios da Cidade do México.

Quando a polícia se deslocou à residência do casal, encontrou os restos mortais de várias pessoas, que depois eram vendidos. As autoridades ainda não conseguiram confirmar quem comprava os restos mortais das pessoas assassinadas.

Os vizinhos contaram que era comum ver o casal a empurrar o carrinho em que a polícia encontrou as partes dos corpos das vítimas. A investigação policial foi desencadeada depois do desaparecimento de uma mulher, de 28 anos, e da sua filha bebé de dois meses.

Durante o interrogatório, o homem confessou ter assassinado a mulher desaparecido, explicando, ainda, que abusou sexualmente dela antes de a matar.

A Cidade do México faz parte do Estado com o maior número de desaparecimento de mulheres no país. Entre janeiro e abril deste ano, desapareceram 395 pessoas naquela região, sendo que 207 foram mulheres. Estes desaparecimentos estão maioritariamente relacionados com os gangues que controlam várias áreas onde a polícia tem medo de intervir.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.