Combustíveis mais caros e vida mais difícil

30/09/2018 23:45 - Modificado em 30/09/2018 23:45

A partir desta segunda-feira, 01 Outubro, os combustíveis vão ficar mais caros.

Os preços da gasolina, gasóleo e gás doméstico voltaram a aumentar. A população reclama da subida do combustível. O anúncio foi feito, em comunicado, pela Agência Reguladora Económica (ARE).

O ajustamento mensal, previsto na lei, acontece sempre que se verifique uma variação superior a 3% do preço base dos combustíveis superiores ou caso haja alteração dos impostos.

Com esta actualização a gasolina passa a custar 131$90/litro, o que significa um aumento de 1$20 relativamente aos preços de Setembro. O gasóleo sobe para os 110$30/litro, um aumento de 3$90 face ao mês anterior. Este aumento é igual para o gasóleo para electricidade e gasóleo marítimo que passam a custar 95$06/litro e 80$60/litro respectivamente.

O Fuel 380 passa a custar 67$70/kg e o Fuel 80 é actualizado para os 73$70/kg. Em Setembro os valores eram de 66$30/kg para o Fuel 380 e de 72$00/kg para o Fuel 180.

Por último o gás butano fica 8$00 mais caro. A granel, o gás butano passa a custar 144$20/kg. As botijas de 3kg passam a custar 411$00, e as de 6kg custam agora 1, 865$00. Já o preço das botijas de 12,5kg sobe para os 1803$00 e o das de 55kg para os 7392$00.

«O custo de vida está a aumentar mas o salários não aumentam e as coisas estão mudando. E nós como donas de casa ficamos cada vez mais stressadas porque o dinheiro nunca chega», queixa-se uma consumidora que só vê o preço aumentar e o salário nada.

Relativamente a subida dos preços, muitos dizem que não estão muito a par do que motivou a subida. E que provavelmente, a subida do petróleo reflectiu na subida dos preços. Só que temos que ver que na nossa sociedade, por aí e uma grande percentagem da população vivem com o salário muito baixo.

“O anúncio da subida dos combustíveis, sobretudo do gás para cozinhar, é brutal e representa um enorme rombo no orçamento de muitas famílias. Este Governo é mau e ainda por cima faz diferente daquilo que prometeu há menos de três anos. Digamos que é muito pior que os governos anteriores”.

“Toda a gente já sabia disso. Se as normas para estipular os preços dos combustíveis não sofreram alterações, num estado que não dá nada e nem facilita, com a subida do petróleo no mercado internacional, só podíamos esperar isso. Nunca esperar que o estado diminuísse as mordomias dos políticos e gestores públicos para subsidiar os combustíveis”, critica Paulo Neves, chefe de família.

Já o taxista Celso Gomes critica o Governo por estar a reajustar os combustíveis mensalmente. Uma medida que está a afectar cada vez mais os bolsos dos cidadãos. “Cada vez mais, as coisas estão a tornar-se mais difíceis”, lamenta.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.