Paulo Veiga em novos rumos da Economia Marítima Cabo-verdiana

27/09/2018 23:26 - Modificado em 27/09/2018 23:26
| Comentários fechados em Paulo Veiga em novos rumos da Economia Marítima Cabo-verdiana

No âmbito da visita que está a realizar à Bélgica e à Holanda, o Secretário de Estado Adjunto para a Economia Marítima (SEAEM), Paulo Veiga, encontrou-se, na segunda-feira, dia 26, com o Secretário de Estado Belga , Philipe de Backer que, entre outras pastas, tutela a Mobilidade Marítima e o Meio Marinho.

De acordo com nota enviada aos jornalistas, Paulo Veiga afirma que nesse encontro foram discutidos questões como a cooperação entre os governos dos dois países, no âmbito da Economia Marítima e da Economia Azul, com particular enfoque no setor da aquacultura, investigação, inovação, e na partilha de conhecimentos no setor marítimo.

Foram ainda lançadas as primeiras bases para que a transformação de São Vicente numa plataforma logística com capacidade para competir a nível do Oceano Atlântico, possa vir a ter o importante apoio do governo belga.

A implementação do Campus do Mar também foi tema de conversa com a perspetiva de uma parceria com a Ghent University (uma das 100 melhores universidades do mundo e uma das principais da Bélgica).

Ainda, durante a sua estadia na Bélgica, Paulo Veiga, encontrou-se em Bruxelas com António Aguiar Machado, Diretor Geral da DG MARE, departamento da Comissão Europeia responsável pela política da UE em matéria de assuntos marítimos e de pesca, com vista ao reforço e a consolidação do ambiente político na qual irão decorrer as negociações do acordo de pesca entre Cabo Verde e a União Europeia.

O MEM pretende que este acordo seja voltado para o beneficio e para o desenvolvimento das comunidades piscatórias e que atenda a necessidade de industrializar o setor das pescas em Cabo Verde, numa lógica de capacitação técnica e operacional dos pescadores cabo-verdianos.

Dos vários encontros que teve destaca-se os que manteve com Peter Pissierssens, Diretor da Comissão Oceanográfica Intergovernamental da UNESCO e  responsável pela base de dados oceanográficas internacionais e trocas de informação. Mais tarde encontrou-se com Colin Janssen, presidente do conselho científico e vice- presidente do conselho diretivo do Centro de investigação Marítima de Flandres (VLIZ: Flanders Marine Institute) e restante equipa nas instalações daquela instituição.

Nestes encontros, adianta a mesma fonte, foram abordados vários temas, entre os quais o estabelecimento de parcerias para transferência de tecnologia marítima e de conhecimento na áreas de investigação marinha, para formação vocacional, profissional e universitária de jovens cabo-verdianos num dos maiores programas curriculares a nível internacional, que abrange todos os setores das ciências marítimas, desde as pescas, à gestão de recursos marinhos, a biologia marinha, a biotecnologia marinha, a construção, manutenção e atualização de base de dados oceanográficos, os transportes marítimos, a gestão portuária, a construção e reparação naval e logísticas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.