Batuco e Finason perdem a sua voz mais antiga: Adeus Ntoni Denti D’Oro

27/09/2018 00:16 - Modificado em 27/09/2018 00:16

António Vaz Cabral, popularmente conhecido por Ntoni Denti D’Oro, faleceu na tarde do dia 26 , aos 92 anos, na sua residência, em São Domingos, interior da ilha de Santiago, informou o ministério da Cultura.

Numa primeira reacção, em nota enviada às redacções, o ministro da Cultura, Abraão Vicente, afirmou que é com enorme pesar que toma conhecimento deste desaparecimento físico e que o arquipélago “perde uma voz antiga, uma figura única e sublime na história de Cabo Verde”.

António Vaz Cabral, popularmente conhecido por Ntoni Denti D’Oro, ou ainda “Toca”, como carinhosamente era chamado na vizinhança, é natural do concelho de São Domingos, era um exímio executante do batuco e do finason, duas expressões musicais característicos da sua ilha natal e aos quais se dedicou uma vida, enquanto a saúde assim o permitia.

“É uma perda. Nhu Ntoni era uma voz antiga e uma alma profunda cujo conhecimento ancestral do canto e do finason faziam dele património humano singular para Cabo Verde”, lê-se na mesma nota que ainda envia a todos os familiares e amigos as “mais sentidas condolências”.

Nascido a 15 de Fevereiro de 1926, Ntoni Denti D’Oro é reconhecido por todo o trabalho que desenvolveu em torno destas duas expressões musicais.

Ao logo da sua vida nunca abandonou estas duas formas de “brincar”, tanto que estava entre os poucos que dominavam os segredos desta arte e são muitos os jovens que recorrem a ele e se enriquecem, na tentativa de evitar o desaparecimento do batuku.

Proveniente de uma família pobre de lavradores, desde criança foi muito ligado ao seu torrão e à sua cultura, o que faz dele um personagem de destaque no ambiente cultural, especialmente em tudo que se referia ao batuku, uma das expressões musicais mais antigas de Cabo Verde.

Durante vários anos percorreu toda a ilha de Santiago, assim como outras ilhas de Cabo Verde, animando as festas populares, os baptizados, os noivados e casamentos.

Em 1973, tentou a sorte no exterior, mas a 25 de Abril de 1974, decide retornar a Cabo Verde para esperar pela independência do Cabo verde, que viria a acontecer a 05 de Julho de 1975.

Após o lançamento de seu primeiro disco, em 1998, Ntoni Denti d’Oro retornou à Europa e viajou também para os Estados Unidos da América, para promover o seu trabalho..

 

Inforpress

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.