Guardou cadáver de bebé num cacifo de estação de comboios durante 5 anos

26/09/2018 10:45 - Modificado em 26/09/2018 11:51
| Comentários fechados em Guardou cadáver de bebé num cacifo de estação de comboios durante 5 anos

As autoridades suspeitam que terá movido o corpo entre vários cacifos ao longo dos anos.

Uma mulher japonesa foi detida depois de ter, alegadamente, guardado o cadáver de um bebé recém-nascido num cacifo público de uma estação de comboio durante cinco anos.

As autoridades suspeitam que terá movido o pequeno corpo por vários cacifos ao longo dos anos para evitar ser detetada. “A suspeita deixou e abandonou o corpo do bebé dentro do cacifo” perto da estação de comboios de Uguisudani, explicou a porta-voz da policia de Tóquio, citada pela BBC.

A mulher, de 49 anos, entregou-se à polícia e confessou que guardava o corpo há cerca de “quatro ou cinco anos” e que não estava num estado mental equilibrado quando resolveu guardar o cadáver logo depois de dar à luz.

“Entrei em pânico depois de não ter dado à luz uma criança viva e guardei o corpo porque não me conseguia livrar dele”, terá dito aos investigadores. Sobre o motivo pelo qual se tinha resolvido entregar, explicou que tinha sido despejada de casa e que no processo se tinha esquecido da chave do cacifo, por isso resolveu contactar as autoridades antes de alguém o descobrir.

As autoridades encontraram posteriormente um corpo praticamente decomposto enrolado num saco de plástico dentro de um dos cacifos para guardar bagagem na estação de Tóquio, a 24 de setembro.

Fonte: Notícias ao Minuto

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.