Debilidade da economia alemã causada por queda da produção automóvel

17/09/2018 11:25 - Modificado em 17/09/2018 11:25
| Comentários fechados em Debilidade da economia alemã causada por queda da produção automóvel

O Bundesbank considera que a economia alemã começou o trimestre de verão de forma débil porque a indústria automóvel reduziu a produção devido aos problemas que teve na adaptação à nova norma de homologação harmonizada na Europa. No boletim mensal de setembro, publicado esta segunda-feira, o Bundesbank afirma que a debilidade da economia alemã no verão se deveu sobretudo à queda da “indústria, especialmente, da indústria automóvel, que reduziu fortemente a produção em julho”. Segundo o Bundesbank, para esta redução da produção contribuíram os problemas da implementação da nova norma de homologação de emissões e consumo, que entrou em vigor em 01 de setembro na Europa para os novos veículos matriculados e é conhecida como WLTP, siglas em inglês de Worldwide harmonized Light vehicles Test Procedure. Os testes são mais exigentes e fazem-se em estrada, em condições reais de utilização, diferentemente do anterior ciclo NEDC, siglas em inglês de New European Driving Cycle. Contudo, o Bundesbank adianta que a confiança das empresas é boa e melhorou recentemente, segundo o inquérito do Instituto de Investigação Económica alemão Ifo, que sublinha que a Alemanha atravessou “uma fase de contração temporária” e que o auge económico se vai manter intacto. O Bundesbank destaca que a produção do setor da construção mantém uma notável tendência para a expansão e que também se registam impulsos positivos para a conjuntura de setores dos serviços, que aumentam o emprego. “Quando se superarem os problemas no setor automóvel, o ritmo de expansão de toda a economia poderia aumentar de novo fortemente”, sustenta o Bundesbank.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.