Concerto na Cidade da Praia celebra os 94 anos do nascimento de Cabral

11/09/2018 23:49 - Modificado em 11/09/2018 23:57

O Palácio da Cultura Ildo Lobo recebe, esta quarta-feira, um concerto em comemoração do nascimento do “Pai da Independência” de Cabo Verde e Guiné-Bissau.

Amílcar Lopes Cabral nasceu a 12 de Setembro de 1924 em Bafatá-Guine Bissau. Se estivesse vivo completaria, nesta data, 94 anos. Amílcar Cabral faleceu a 20 de Janeiro de 1973 em Conacri. Filho de Juvenal Cabral e Iva Pinhel Évora. Foi um combatente, político, escritor, poeta e agrónomo. Mudou-se para Cabo Verde aos oito anos de idade, vivendo então em Santa Catarina na ilha de Santiago. Posteriormente viria a mudar-se para o Mindelo, na ilha de S. Vicente.

Por amor à Guine e Cabo Verde, mas sobretudo por paixão à natureza foi estudar Agronomia em Portugal. Poucos amavam a terra como ele. Foi um lutador incansável e conhecedor profundo da natureza.

Fundou o Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), lançando as bases do movimento que anos depois levaria à independência das duas antigas colónias portuguesas.

Foi assassinado a 20 de Janeiro de 1973, em Conacri, em circunstâncias ainda hoje não totalmente esclarecidas, sem presenciar a realização do seu grande sonho: a independência da Guiné-Cabo Verde.

Em Fevereiro, a Fundação Amílcar Cabral anunciou que quer candidatar os escritos do líder histórico da independência da Guiné-Bissau e Cabo Verde ao programa “Memória do Mundo” da Organização das Nações Unidas para a Educação (UNESCO).

Para a Fundação, é um “desafio primordial para o biénio 2018-2019 a inscrição dos escritos de Amílcar Cabral no programa “Memória do Mundo” da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO)”, considerando ser “condição indispensável para a sua plena valorização, preservação e divulgação”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.