BAD entra com 21,5 milhões de euros no primeiro fundo de dívida africana

9/09/2018 23:10 - Modificado em 9/09/2018 23:10

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) vai investir, na segunda-feira, 25 milhões de dólares no lançamento em bolsa do Fundo Nacional de Títulos de Dívida Africana, o primeiro fundo de emissões de dívida pública africana com cotação bolsista.

Em comunicado, o Banco sedeado em Abidjan, a capital económica da Costa do Marfim, anuncia o lançamento do “primeiro Fundo multijurisdicional de títulos de dívida pública negociado em bolsa”, para o qual vai contribuir com um investimento inicial de 25 milhões de dólares (21,5 milhões de euros).

O Fundo Nacional de Títulos de Dívida Africanos (ADBF, no original em inglês) estará listado na bolsa de valores das Ilhas Maurícias e vai começar a ser transacionado na terça-feira, dia 18 de setembro.

O Fundo vai acompanhar o desempenho do African Bond Index, e “será uma importante fonte de financiamento para os governos africanos, aumentará a liquidez dos mercados locais e criará valores de referência para os investidores”, lê-se na nota colocada no site do BAD.

O investimento do BAD surge no seguimento da criação, em 2008, da Iniciativa sobre os Mercados de Capitais Africanos, com o objetivo de promover o mercado de dívida nacional nos países africanos através do fortalecimento da infraestrutura comercial e de investimento em dívida emitida localmente.

Os objetivos genéricos do BAD relativamente aos mercados de capitais são, conclui a nota, “o encorajamento da criação e adoção de índices de títulos africanos, o melhoramento da liquidez dos mercados de capitais africanos, a contribuição para a melhoria dos aspetos operacionais dos mercados, o aumento do conjunto de gestores de origem africana de fundos e o estabelecimento de produtos financeiros no continente”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.