O Ministério da Educação prepara arranque do novo ano lectivo

4/09/2018 23:01 - Modificado em 4/09/2018 23:01

Em declarações à Rádio Morabeza a ministra da Educação, Maritza Rosabal espera que o ano 2018/2019 seja de consolidação das medidas implementadas no passado ano lectivo. “Em essência, vai-se continuar a aplicar o plano curricular, neste caso extensivo ao segundo ano. Começamos com o primeiro ano de escolaridade, com a Língua Portuguesa, Matemática, Ciências Integradas e Educação Artística em novas abordagens, e continua este ano, no segundo ano. Da primeira à quarta classe é isso que vai acontecer. No quinto e sexto também temos novidades, porque também é o segundo ano de implementação do Inglês, Francês e das novas disciplinas – Ciências da Terra e da Vida e História e Geografia de Cabo Verde”.

Questionada sobre a regularização da situação dos professores que aguardavam reclassificação, Maritza Rosabal indica que as últimas pendências de 2015 já foram resolvidas e que o sistema deverá estar estabilizado até meados de Outubro.

“As últimas pendências, trezentos e tal casos que tínhamos em 2015, já foram publicadas. Teremos outras pendências decorrentes da própria aplicação do estatuto, mas são outros processos. Sempre há algumas questões menos ou mais atrasadas, por exemplo, como a colocação de docentes. Eu acho que o sistema só vai estar estabilizado a partir de meados de Outubro”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.